Estância Mimosa Vale a Pena? Tudo o que você Precisa Saber!

Visitar a Estância Mimosa vale a pena porque, antes de mais nada, trata-se de uma atração perfeita para as pessoas que desejam conhecer de perto a flora e a fauna da região centro-oeste do Brasil.

Ao conhecer o local, você entrará em contato com aquele charme característico de fazendas que preservam as características das antigas sedes, de frente a um lago e com uma bica de água no interior do estabelecimento.

Observação de aves, passeios a cavalo, cachoeiras da Estância Mimosa e trilhas, dentre outras atividades, integram essa linda atração turística.

Vale destacar, ainda, que as trilhas passam pelas sombras das árvores. Isto é, os turistas saem “energizados” para os próximos passeios em Bonito após os banhos de cachoeira.

Localização

Onde fica?

A Estância Mimosa fica na Rodovia MS 178, sem número, na Zona Rural do município de Bonito/Mato Grosso do Sul.

Para não errar na sua viagem, o CEP é 79290-000.

Lugares próximos

  • Centro da cidade de Bonito, MS;
  • Cachoeira do Sinhozinho;
  • Recanto do Peão;
  • Rio da Prata;
  • Parque das Cachoeiras;
  • Rio Mimoso.

Posts Relacionados

Trilhas e cachoeiras

Estância Mimosa
Fonte: R3TROVI5OR (Flickr)

Na Estância Mimosa, a proposta dos passeios por cachoeiras e trilhas consiste em oferecer diversão e permitir que os turistas usufruam da natureza.

São grupos pequenos de visitantes – acompanhados por guia especializado e previamente organizados por uma agência de turismo – que percorrem quase três mil metros de trilhas, observando distintas espécies de animais silvestres (principalmente, aves) e uma ampla gama de árvores.

Um dos trajetos mais populares (é impossível realizá-lo em carro particular) percorre a mata ciliar que acompanha o Rio Mimoso, passando pelos leitos dos riachos secos, por passarelas e por dez cachoeiras com forma e tamanhos variados.

Todos os locais apresentam excelentes oportunidades para se banhar e mergulhar em piscinas naturais. Cada cachoeira, de fato, é única: águas, flora e fauna abundante emolduram todos os cenários.

Ao longo dos percursos são feitas paradas estratégicas para que os turistas contemplem as vistas privilegiadas da morraria existente na Serra da Bodoquena. No valor dos passeios estão inclusos itens como seguro contra acidentes, colete salva-vidas e guia.

Se preferir, você pode alugar botas de neoprene. Para garantir aventuras seguras, os passeios contam com um sistema de segurança devidamente certificado pela ABNT (nas modalidades “banho de cachoeiras” e “caminhada”). Ou seja, após o almoço, você poderá seguir tranquilo para o seu passeio.

Tenha em mente que o passeio na Estância Mimosa possui limite de visitantes por dia. Ademais, os horários são reservados diretamente pela agência turística de sua preferência em Bonito (MS). Os transportes até os locais não estão inclusos nos preços, porém, também podem ser agendados junto a essas empresas.

Almoço

O almoço – com alimentos doces e salgados preparados em fogão à lenha – é opcional. Na sede da Estância Mimosa há loja de souvenires, bar e restaurante que aceitam cartões de débito e de crédito.

Para as trilhas, a idade mínima é de 3 anos e todas as crianças com idade igual ou inferior a 12 devem ser acompanhadas por seus pais ou responsáveis. Vale lembrar que os pais devem garantir que as crianças efetivamente cumpram todas as orientações referentes à segurança.

Caso o seu filho ou acompanhante menor de idade não possa realizar este passeio, sendo necessário regressar ao receptivo, será necessário que um responsável a acompanhe.

Não se esqueça de que os valores pagos pelo passeio (sejam de adultos ou crianças) não são ressarcidos depois que a atividade tem início – ainda que ela não seja, porventura, completamente realizada. O passeio principal tem a duração média de 4 horas.

Trilha na mata

Esta trilha, de 2.800 m, apresenta um novo ambiente, sobretudo, para os visitantes que não estão habituados ao contato direto com a natureza.

A possibilidade de vivenciar encontros amigáveis com os animais que compõem a fauna local, os sons dos pássaros e o ar fresco representam oportunidades excelentes para gerar boas expectativas em seus roteiros turísticos.

Cachoeira do Sinhozinho

Cachoeira do Sinhozinho
Fonte: trip2gether (Flickr)

A cachoeira recebe o apelido de um curandeiro da região de Bonito (MS), que se alimentava exclusivamente de mel, peixes, mandioca e frutas.

Sinhozinho não falava, comunicando-se apenas mediante gestos – a localidade é tão especial que vale a pena tirar, pelo menos, uma foto para guardar de lembrança.

Até os dias atuais, a figura do curandeiro de Bonito conta com diversos seguidores na cidade.

Lendas e histórias narram a sua vida neste lugar. Sendo assim, ao fazer uma visita à Cachoeira do Sinhozinho, você provavelmente saberá um pouco mais sobre o assunto.

Desde um ponto de vista estético, a cachoeira tem recebido ótima avaliação, abrangendo toda a margem do rio e apresentando quedas de água fáceis de acessar, bem como rochas que acomodam os turistas em pé ou sentados na água.

Cachoeira do Desejo

Não faltam lendas, também, relativas à Cachoeira do Desejo. Segundo a sabedoria popular, quem chega à sua gruta – localizada atrás da cachoeira – terá a seguinte opção: tendo um desejo realizado em breve.

Excelente história, não é mesmo? Então, que tal aproveitar para fazer os seus próprios desejos neste lindo local? Para tanto, basta se programar e incluir a Cachoeira do Desejo no seu roteiro de viagem.

Ademais, o lago destinado ao banho nesta cachoeira (similar à Cachoeira do Mutum) é bastante fundo, podendo chegar a cerca de dois metros! Felizmente, porém, é possível ficar de pé em toda a extensão da queda d’água.

Passeio de barco

Passeio de barco na Estância Mimosa
Fonte: Pedro Serra (Flickr)

Boa parte dos passeios e viagens na Estância Mimosa podem ser feitos em barcos a remo. Com efeito, essa é uma ótima alternativa para contemplar, tranquilamente, a natureza no Rio Mimoso.

Os turistas realizam, portanto, passeios tranquilos que rendem lindas fotos e boas histórias.

Dada a dificuldade de acesso à Cachoeira do Sinhozinho e as características da própria mata, um pedaço do trajeto é percorrido por um barco elétrico.

Na sequência, os visitantes tomam o barco a remo em um determinado ponto para seguirem em direção ao Rio Mimoso, em Bonito – no qual encontram a cachoeira supracitada.

No local, todos podem descer da embarcação e subir por uma escadaria que oferece mirantes de ângulos distintos para observar a região.

Plataforma de salto

A plataforma de saltos (com seis metros de altura) é uma das atrações mais interessantes da Estância Mimosa. Nela, os turistas podem saltar em uma das piscinas formadas ao lado da Cachoeira do Salto.

Tal movimento é indicado, obviamente, para os visitantes mais corajosos, contudo, quem já experimentou a atração relata algumas experiências fantásticas!

Embora nem todos tenham essa ousadia, os saltos garantem diversão para todo um grupo ou família.

Horta orgânica

Na Estância Mimosa, os organizadores acreditam que tudo o que há de bom deve ser mostrado ao público. Por isso, a belíssima horta orgânica mantida pela atração é exposta ao público.

Se você estiver com sorte (pois, isso depende da época do ano), presenciará a colheita de hortaliças que comporão seu próprio almoço.

O verde da horta e o cheiro de terra molhada são elementos que deixam tudo muito mais saboroso. Vale destacar que a Estância Mimosa produz, ainda, ovos, leites, pães, queijos e doces artesanais.

Receptivo

Estância Mimosa
Fonte: Ben Oliveira (Flickr)

Diferentemente de outros receptivos com lindas sedes modernas, gramados e piscinas arquitetonicamente planejados, a Estância Mimosa em Bonito manteve a sua rusticidade, fazendo desta característica um de seus principais destaques.

Desse modo, a sede da fazenda, em Bonito, continua sendo uma casa original de madeira – extremamente típica de sua região. Contando com um vasto gramado à sua frente, abundam animais que andam livres e podem ser admirados pelos visitantes.

Decerto, outro ponto que merece destaque pode ser encontrado no grande lago situado nas proximidades da sede. Nele, além de peixes dos mais variados tipos, é possível avistar jacarés passando o dia todo saindo e entrando da água ou descansando sob a beleza natural reinante nas margens da lagoa.

O local é cheio de capricho, florido e lindo. Tantos cuidados se refletem em toda a sua extensão. Na verdade, oitenta por cento da área é formada por morros típicos e flores naturais da própria Serra da Bodoquena.

Entretanto, sessenta e cinco por cento da área total foi convertida em zona de preservação permanente do bioma do cerrado, isto é, uma RPPN (Reserva Particular de Patrimônio Natural).

Esta condição legal foi oficialmente concedida no primeiro semestre de 2013.

Desde então, há um compromisso oficial com a preservação do meio ambiente. De tal forma que os passeios disponibilizados, os serviços prestados e, até mesmo, os produtos consumidos (incluindo o famoso doce de leite) seguem diretrizes de segurança e princípios de sustentabilidade ambiental.

Passeio a cavalo

O passeio a cavalo é altamente recomendável aos turistas que desejam estabelecer uma maior interação com a natureza, conhecendo mais a fundo a cultura local. Para esse público, a Estância Mimosa propicia passeios a cavalo pelas morrarias e matas da região.

As atividades são realizadas em grupos de, no máximo, oito pessoas, sempre acompanhadas por um experiente monitor de Bonito. O profissional conta, durante o percurso, sobre as histórias da localidade.

Com cavalos treinados e mansos, os passeios oferecem toda a segurança indispensável para que você usufrua de bons momentos, com tranquilidade e diversão, tanto para adultos quanto para crianças. Não se esqueça de usar protetor solar.

Momentos inesquecíveis de contato com a natureza

Muitos apreciam, em sua viagem, uma experiência de vida na fazenda. Nesse sentido, a Estância Mimosa, localizada na região serrana do Mato Grosso do Sul, oferece um pouco desta rotina por meio dos passeios a cavalo.

Conforme mencionado, os passeios podem ser feitos por adultos e crianças, passando por dentro dos morros e da floresta na propriedade, antes do merecido descanso na fazenda.

Os animais, treinados e dóceis, são controlados por guias experientes que, além das histórias, podem explicar sobre a flora e a fauna da região.

Assim, você pode ter momentos inesquecíveis em contato direto com a natureza, por exemplo, na Cachoeira Água Doce.

Em média, cada passeio dura cerca de noventa minutos. Ao adquirir o ingresso, o visitante tem direito a ser acompanhado por um monitor da fazenda, um seguro de acidentes pessoais e um cavalo bem equipado.

Para as crianças, a idade mínima é de seis anos. Elas devem ir sozinhas no cavalo.

A presença do pai ou responsável é obrigatória ao longo da visitação, bem como a utilização de capacetes por menores de doze anos. Lembre-se de que os monitores não podem levar crianças em seus cavalos.

Ensaio fotográfico

Estância Mimosa
Fonte: R3TROVI5OR (Flickr)

Como não podia deixar de ser, a Estância Mimosa é o cenário ideal para realizar belíssimos ensaios fotográficos. Afinal de contas, são nove paradas para banho, dez cachoeiras, flora, fauna e água abundante a emoldurar todo o resplendor natural, favorecendo cada foto.

Os percursos são realizados na mata ciliar adjacente ao Rio Mimoso, no interior da Reserva Particular de Patrimônio Natural (RPPN). Todos os turistas são acompanhados por guias credenciados no atrativo.

Além disso, no site oficial da Estância Mimosa você pode agendar o seu ensaio fotográfico e guardar para sempre essa inesquecível visita! Lembre-se, contudo, que a diária do profissional (isto é, o fotógrafo e a sua equipe) não está inclusa no preço desse passeio, que deve ser pago e contratado separadamente.

A propósito, o consumo na loja de souvenires, no bar e no restaurante também não está incluso no preço, devendo ser pagos em dinheiro ou cartão (a Estância Mimosa aceita Dinners Club, Mastercard, AMEX e Visa).

Os passeios não podem ser realizados utilizando calçados abertos ou chinelos. A boa notícia é que você pode alugar botas de neoprene – ideais para os trajetos a serem realizados na Estância Mimosa, situada no estado de Mato Grosso do Sul.

Quaisquer requerimentos de apoio adicional ou de adaptações de percurso para os visitantes deverão ser planejados e solicitados com antecedência. A fazenda não conta com estrutura de acessibilidade no percurso dos passeios e no receptivo.

Não é permitido, também, durante os passeios, lanchar, fumar e ingerir bebidas alcoólicas, tanto nas margens do rio quanto nas trilhas. Em dias de chuvas torrenciais, com informações que comprometam a segurança e qualidade nos trajetos, os passeios podem ser interrompidos ou cancelados.

Quais são os prós e contras da Estância Mimosa?

Como visto, a Estância Mimosa consiste em uma fazenda charmosa localizada na cidade de Bonito (MS), sendo tida como um dos melhores destinos brasileiros de ecoturismo.

A propriedade foi adquirida no final da década de 1990 com a intenção de realizar a preservação ambiental da área e operar exclusivamente com turismo, propiciando aos visitantes experiências diferenciadas junto à natureza.

Em outras palavras, a atração é um empreendimento gerido familiarmente, seguindo diretrizes estritas de respeito aos ecossistemas da região, de sustentabilidade e as melhores dicas de segurança.

Prós

  • Cachoeiras lindas;
  • Contato direto com a natureza;
  • Doce de leite fantástico.

Contras

  • Poucas opções no cardápio do restaurante para os almoços – especializado em comida regional;
  • Preços acima da média na loja de souvenires;
  • Durante o verão, as chuvas tendem a atrapalhar o passeio

Afinal, vale a pena conhecer a Estância Mimosa?

Estância Mimosa
Fonte: R3TROVI5OR (Flickr)

Vale muito a pena conhecer a Estância Mimosa, pois o local proporciona diversas atividades inesquecíveis de ecoturismo aos seus visitantes.

Além disso, todos os turistas são acompanhados por guias locais experientes e comprometidos com atendimentos de qualidade e a segurança das pessoas em Bonito.

Dica: confira nosso e-book e facilite muito sua viagem.