O que fazer em Campos do Jordão? 33 passeios e atrações

Saudações, companheiros de viagem! Já estão aprontando as malas para nosso próximo roteiro e quer saber o que fazer em Campos do Jordão?

Para hoje, mais aventura com natureza, diversões e um toque de friozinho nas alturas. Assim, convidamos você a conhecer e o que fazer nos encantos da “Suíça brasileira”, a aconchegante cidade de Campos do Jordão.

Se você já ouviu falar, mas não sabe o que fazer em Campos do Jordão, confira a seguir nossas dicas de hoje!

A cidade está localizada a 330 km do Rio de Janeiro, indo no sentido da Rodovia Ayrton Senna para a região da Serra da Mantiqueira, perto de Santo Antônio do Pinhal, em São Paulo.

Um dos aeroportos mais próximos fica em São José dos Campos, mas é possível chegar de carro da capital paulista, a 180 km de distância.

Várias atrações de Campos do Jordão fazem sua fama: as construções estilizadas, a beleza da região serrana, os parques com trilhas e esportes radicais, os restaurantes e pousadas maravilhosos, o Festival de Inverno e outras opções culturais, como o Museu Felícia Leirner.

Enfim, são muitas as possibilidades e, independente de como você tenha ouvido falar, estamos aqui para confirmar a fama e o prestígio de Campos do Jordão, e convidar você imediatamente para vir conferir esta cidade.

Sendo assim, siga nossas dicas e venha com a gente nessa viagem!

O que fazer em Campos do Jordão: vamos começar o rolê pela região da Serra da Mantiqueira?

Agora que você já deve ter se instalado bem na cidade, nosso guia vai mostrar o que tem de melhor por aqui: natureza, lugares bonitos e agradáveis.

Certamente, os parques de Campos do Jordão são bastante indicados para os turistas não deixarem de passar pela cidade sem ter na memória esses momentos de conexão. Mas, além deles, tem muito mais para você fazer em Campos.

Agora, então, vamos lá! Pé na estrada para descobrir as dicas sobre o que fazer em Campos do Jordão.

1. Aproveitar o Festival de Inverno, o maior da América Latina em Campos do Jordão

Festival de Inverno Campos de Jordão
Fonte: Deni Williams (Flickr)

O que fazer em uma cidade tão bonita como Campos do Jordão?

Bom, a primeira coisa que você precisa saber é que a Serra da Mantiqueira, região de São Paulo, fica espetacular no período de inverno.

Justamente por isso, a primeira de muitas dicas que vamos dar é sobre o passeio durante o Festival de Inverno, em Campos do Jordão, pois há bastante atrações de música clássica e espetáculos, como os que acontecem no auditório Claudio Santoro.

Além de música, o Festival do Inverno é um destino com cara de Europa, com as temperaturas baixas, muito chocolate quente e boas orquestras, que transformam esse passeio em um dos melhores e principais pontos turísticos de Campos do Jordão.

Mas é bom garantir a viagem com antecedência e saber onde vai ficar em Campos do Jordão, uma vez que os preços das hospedagens são mais salgados durante o inverno. Então o melhor é pesquisar para descobrir uma boa opção para se hospedar com melhor custo-benefício.

2. Fotos na Vista Chinesa em Campos do Jordão. Já tirou a sua?

Mirante Vista Chinesa
Fonte: Gilberto Mellace (Flickr)

Este local é um das opções “básicas”, e fica antes da chegada, mas não poderíamos deixar essa opção de fora.

Um mirante de beira de estrada para todo visitante receber as boas-vindas da Serra.

A Vista Chinesa é uma das belezas da cidade que nem mesmo está “dentro” dela.

Fica a poucos quilômetros do portal da entrada de Campos do Jordão (Na SP 123), e como primeiro ponto turístico, vale dar uma paradinha já para sentir tudo o que vem pela frente neste exemplo.

Nesta parada, uma esplêndida vista da Serra da Mantiqueira, com um pôr-do-sol único, sendo este o horário que atrai o maior número de turistas.

Além disso, a Vista Chinesa tem também barraquinhas que vendem lembranças da viagem, doces saborosos e um milho verde especial.

3. Fotos no portal de entrada de Campos do Jordão

Portal de entrada de Campos de Jordão
Fonte: Raíssa Teixeira (Flickr)

Tirar uma foto inesquecível num monumento histórico exclusivo de uma cidade? Mas é claro que sim!

O portal de entrada de Campos do Jordão saúda os visitantes, sendo um lugar onde muita gente não perde a chance de tirar fotos.

É um cartão-postal projetado no estilo enxaimel (uma arquitetura feita com hastes de madeira intercaladas nas paredes das construções), e também é o local onde está o centro de atendimento aos turistas.

Se você acha que tirar foto em um portal de cidade é coisa de “tio e tia”, bom, que tal tirar uma só para mandar para seus tios do grupo da família?

4. Vila Capivari e parquinho central

Vali Capivari
Fonte: Uéslei (TripAdvisor)

Com movimento bom em qualquer horário, a Vila Capivari é a opção ideal para conhecer um pouco da badalação da cidade e uma das certezas sobre o que fazer em Campos do Jordão.

Esta região funciona como centro turístico da cidade, reunindo no seu entorno as principais opções de lojas, shoppings, galerias, chocolaterias – que já falaremos delas! -, bares, botequins, cervejarias, e certamente os melhores restaurantes e bistrôs.

Além de variadas opções de compras e alta gastronomia, a Vila Capivari tem uma pracinha com ruas charmosas, e uma arquitetura meiga de estilo alpino. Daí vem o apelido de “suíça brasileira” da cidade.

Do centro é que partem muitos dos passeios turísticos que levam o pessoal para conhecer as redondezas.

Se tiver aquela reservinha de dinheiro para esta viagem, tire um tempinho para aproveitar as lojas de chocolates, roupas de frio e os restaurantes com especialidade em fondue. Afinal, certas coisas só se consegue nos passeios em Campos.

5. Conhecer o Parque Capivari em Campos do Jordão

Parque Capivari
Fonte: Mayara Velberto Lourenço (Flickr)

O Parque Capivari ou Praça Capivari pode ser localizado no centro comercial de Campos do Jordão, chamado Capivari.

O local é pequeno, e tem um lago mimoso onde é possível alugar pedalinhos.

É na praça Capivari que fica a estação de onde parte a Estrada de Ferro de Campos do Jordão, e tem também uma roda gigante e teleférico, para fazer o trajeto da cidade ao alto do Morro do Elefante, com a majestosa vista panorâmica da cidade.

Um passeio simples, mas uma opção gostosa para sentir que “chegou” na cidade, que está fazendo parte dela.

6. Sentir o clima medieval em Boulevard Geneve

Boulevard Geneve
Fonte: TADEU SALES (Flickr)

Duvido você passear pela Vila Capivari e não sentir vontade de entrar em um dos trechos mais encantadores do local: o Boulevard Geneve.

A arquitetura local, desenvolvida pela mesma empresa responsável pelo Beto Carrero World, foi inspirada nas vilas medievais da Europa.

Então, se você é um(a) apaixonado(a) pelo estilo da era medieval, essa é uma excelente oportunidade de ficar pertinho dessa linda paisagem em Campos do Jordão.

A ideia do empresário, que adquiriu o terreno de Campos em 1980, era transformar o trecho em uma galeria.

Assim, nasceu um dos pontos turísticos mais charmosos de Campos do Jordão, com direito a uma torre de Geneve, bastante procurada por turistas para fazer uma selfie.

7. Subir o Morro do Elefante

Morro do Elefante
Fonte: Alex Albertino (Flickr)

Através do Parque Capivari você chega ao Morro do Elefante, para apreciar o panorama da cidade. O passeio é de teleférico, mas, caso você tenha medo ou algum outro impedimento, pode acessar o morro de carro também.

São 1300 metros percorridos em dez minutos até chegar no topo do Morro do Elefante. O funcionamento é todos os dias pelo mês de julho; no resto do ano, fecha às terça e quartas-feiras.

Prepare para tirar aquelas fotos onde se flagra a vista toda de uma região.

Por ficar ao lado da Vila Capivari, o Morro do Elefante é um ponto turístico bem visitado e popular em Campos do Jordão.

Além disso, o espaço conta com barraquinhas de compras, uma pracinha e o Parque dos Elefantes, uma atração extra com estátuas de diferentes espécies do paquiderme.

A visita é gratuita, e no final, oferece uma fotinho em forma de chaveiro, para lembrança, por R$10.

8. Conferir o Museu Felícia Leirner e auditório Claudio Santoro

Museu Felícia Leirner
Fonte: Museu Felícia Leirner (TripAdvisor)

Localizado a aproximadamente 8 km de Capivari, no Alto da Boa Vista, o museu Felícia Leirner tem também uma ampla área bem cercada pela bela mata local.

O acervo é dedicado à artista plástica Felícia Leirner, que dá nome ao museu, sendo repleto de esculturas ao ar livre, algumas feitas de bronze, outras de cimento branco e granito.

As cinco fases conhecidas do trabalho de Felícia Leirner são apresentadas através das obras, e neste museu cercado por plantas você pode caminhar livremente tomando um ar e apreciando as obras calmamente.

Tudo aqui se faz com respeito à natureza!

Essa é uma grata surpresa para quem procura o que fazer em Campos do Jordão, pois o Museu Felícia Leirner une natureza e arte com uma bela harmonia.

Aproveite e dê uma passada no auditório Cláudio Santoro, para outros eventos como apresentações artísticas ou oficinas especiais.

9. Descansar na Ducha de Prata

Ducha de Prata
Fonte: Eduardo | (Flickr)

Mais um lugar especial para incluir na lista de “o que fazer em Campos do Jordão”.

A Ducha de Prata é mais um parque tradicional da cidade de Campos. Todo cercado por árvores, várias duchas artificiais dão magia ao local e a este curioso passeio. É mais um resgate cultural e histórico do município.

Antes de receber o nome de Ducha de Prata, o lugar era usado para banho antigamente, com plataformas de madeira para se deslocar por entre as duchas. Próximo delas foram montadas algumas barraquinhas que vendem artigos e presentes.

Pode ser um ótimo lugar para contemplar a boa infraestrutura local e ter o que fazer em Campos do Jordão para descansar, mas se você prefere belezas naturais, a Ducha de Prata não é o seu passeio ideal.

Lembra que falamos sobre duchas artificiais, não é? São canos por onde escorre a água, dando a sensação, ao longe, de que se tratam de cachoeiras.

Contudo, o fato de estar em Campos do Jordão já vale a pena.

10. Fazer tour no Palácio Boa Vista

Palácio Boa Vista
Fonte: Vitor Frost (Flickr)

O Palácio Boa Vista foi inaugurado para residência oficial do Governo paulista no ano de 1964, e hoje ele é uma atração turística da cidade, muito bem preservado e organizado para o resgate histórico.

O seu interior é amplo, belo e muito bem decorado, com mobília requintada, obras de Tarsila do Amaral e Di Cavalcanti, além daquele ar puro de Campos do Jordão.

Ou seja, vale a pena conferir, além da entrada ser gratuita.

Aproveite para conhecer a capela de São Pedro Apóstolo no lado de fora do Palácio Boa Vista.

11. Descansar (de novo) no Mosteiro Beneditino de São João

Mosteiro Beneditino de São João
Fonte: DehCz (TripAdvisor)

A caminho do Palácio Boa Vista está o Mosteiro Beneditino de São João, também conhecido como Mosteiro das Monjas Beneditinas.

Localizado em um bosque de Campos do Jordão, o Mosteiro é muito mais que um lugar de oração: há uma gruta, jardins, lago, missas, lojas de artesanato e doces e ambiente para meditar.

Se esse é o cenário perfeito para você, saia do Palácio Boa Vista direto para o Mosteiro.

Enquanto o Palácio Boa Vista fecha às 17h, o Mosteiro de São João fecha às 18h30, mas caso queira assistir à oração das monjas com cantos gregorianos, vale a pena chegar às 17h45.

12. Explorar o Parque Amantikir

Amantikir
Fonte: Joanilo Viana (Flickr)

Se você não sabe o que fazer em Campos do Jordão, a dica é conferir o belíssimo Parque Amantikir, um incrível labirinto vivo com mais de 25 jardins e a 12 km do centro da cidade.

A área de 60 mil m² guarda 700 espécies de plantas e reserva um passeio inesquecível para quem ama a natureza. Vale explorar cada canto do Parque Amantikir, incluindo o Lago das Pontes e o Labirinto de Grama. É uma das melhores atrações de Campos do Jordão.

O problema é que a atração fica em uma área difícil para fazer um bate-volta, já que não há transporte público.

Ah, a título de curiosidade, o Parque Amantikir recebeu esse nome graças a uma lenda indígena: por causa do ciúmes da Lua em relação ao amor de uma princesa pelo Sol, Tupã ergueu uma montanha para separar os dois.

Com isso, a Princesa chorou tanto que suas lágrimas viraram rios da Serra da Mantiqueira, ganhando o nome Amantikir (que significa “Serra que Chora”).

13. Apreciar a Cervejaria Baden Baden, uma das melhores opções para beber cerveja

Cervejaria Baden Baden
Fonte: MTur Destinos (Flickr)

Atenção, cervejeiros! A Cervejaria Baden Baden é uma atração obrigatória no seu roteiro, caso você seja do clube dos apreciadores. Mas claro, vale para qualquer um que esteja a fim de uma boa cerveja também.

A fábrica Baden Baden é o local de produção desta que é a primeira cerveja artesanal do Brasil, possuindo grande distribuição em Campos do Jordão.

Durante a tour pela cervejaria Baden Baden é possível conhecer um a um os processos de produção, aprender tudo sobre a composição das cervejas e também aprender mais sobre como comprar, consumir e armazenar as bebidas.

Com duração de quase uma hora, este passeio termina na loja da fábrica, com oferta e exposição de diversos produtos e, claro, muita cerveja. São 8 tipos de cerveja da marca e 5 tipos de chope que você encontra no Baden Baden.

Se você é cervejeiro “brabo”, já é bom pensar no passeio que possa emendar num barzinho, nesse caso, pense no transporte. A propósito, para chegar à cervejaria, aposte no transporte público da via Pica Pau.

14. Curtir o Parque Pico do Itapeva e a vista para 15 cidades

Pico do Itapeva
Fonte: Fernando Stankuns (Flickr)

O Pico do Itapeva é um destino para quem gosta de uma caminhada até o alto de uma montanha, simplesmente para respirar um ar puro e enxergar tudo lá de cima. No caso, a ideia dessa subida é apreciar a extensão da serra, que desaparece no horizonte.

A 2035 m, o Pico do Itapeva é o ponto máximo da região, e se o tempo ajudar, será possível avistar 15 cidades do Vale do Paraíba!

O local recebe muitas excursões e fica repleto de barracas da turma dos acampamentos.

Além da subida da montanha, há outros atrativos como uma plantação de lavandas e um charmoso deck de onde se pode tirar fotos para sua lembrança.

Procure visitá-lo em um dia de tempo aberto, com poucas nuvens, para poder tirar todo proveito que este passeio merece.

Apesar de pertencer ao município de Pindamonhangaba, é através de Campos do Jordão, a 15 km do centro, que se faz o acesso ao Pico do Itapeva, no caso, por asfalto.

15. Admirar o Borboletário de Campos do Jordão

Borboletário
Fonte: ELSA (Flickr)

Tem um destino mais que especial para os amantes da natureza – e das borboletas! Trata-se do Borboletário de Campos do Jordão (batizado de “Flores que Voam”), um espaço de 500 m² reservado para o abrigo de mais de 30 espécies de borboletas.

A dica é visitar durante os dias de sol, porque além das borboletas ficarem mais “alegrinhas”, é uma experiência única contemplá-las no jardim florido e com a luz natural sobre elas.

Após a visita, aproveita que o Parque Estadual de Campos do Jordão (Horto Florestal) está no caminho para você curtir as atrações.

16. Parques de Aventura em Campos do Jordão, dicas imperdíveis para aventureiros

Bosque do Silêncio
Fonte: MTur Destinos (Flickr)

O que fazer em Campos do Jordão com crianças? Claro que é aproveitar tudo que os parques de aventura podem proporcionar.

Há atividades para todos os gostos, inclusive, não são só as crianças que vão curtir os passeios, viu?

Muitas atividades são tranquilas, mas há aquelas mais radicais para quem tem mais idade. De qualquer maneira, toda a família pode se aventurar pelo parque e aproveitar o que há de melhor nelas. Saiba o que fazer em Campos do Jordão dentro desses parques de aventura:

Bosque do Silêncio

Localizado a 20 minutinhos a pé do centro de Capivari, o Bosque do Silêncio traz atrações como tirolesas, arborismo, paintball e minigolfe.

Mas o melhor é dar uma caminhada pelas trilhas que atravessam a mata, andando pelas passarelas de madeira, respirando um arzinho puro e observando se surge algum esquilo.

O bom é que ninguém precisa sair do Bosque do Silêncio para almoçar: há diversas paradas para comer em restaurantes, enquanto aprecia a beleza local. A entrada fica por R$ 10.

Aventura no Rancho, um dos pontos turísticos mais antigos de Campos do Jordão

Funcionando desde os anos 70, esta Aventura no Rancho é uma boa opção em Campos para passar o dia inteiro, atraindo todo pessoal que curte esportes radicais ao ar livre e um parque amplo.

O parque se localiza numa área de proteção ambiental, que  soma mais de dois milhões de m², um grande espaço para as práticas elencadas.

Há percursos para a turma do mountain bike, com até 20 km de pista, área para paintball, tirolesa e circuitos de arborismo, que são planejados e fixados em araucárias.

Com duração média de 15 minutos a 2 horas, os preços variam de R$20 a R$130.

O parque também oferece duas opções para se hospedar: chalezinhos com vista panorâmica para o parque com café da manhã incluso e churrasqueira, e ainda casas na árvore, para se hospedar nas alturas.

Um lembrete: dali 3 km de estrada de chão fica a Truticultura da Cachoeirinha, com seus tanques de pescar e restaurante. Que tal planejar este combo?

O parque abre diariamente das 10h às 18h, e a entrada é gratuita. Assim, você define os limites da sua aventura.

Tarundu

O mais famoso e também o mais repleto de atividades em Campos do Jordão é o Tarundu, um parque perfeito para crianças e adultos.

Com seus mais de 500 mil m² de mata preservada, o parque Tarundu oferece diversas formas de se divertir e curtir esse amplo espaço. Veja só:

  • Tirolesa;
  • Paintball;
  • Arco e flecha;
  • Voo de balão;
  • Minigolf;
  • Boia cross;
  • Charrete;
  • Trenó;
  • Orbitball;
  • Patinação no gelo;
  • Escaladas;
  • Aulas de equitação;
  • Walter ball.

Uma observação antes de viajar para Campos do Jordão: alguns desses passeios estavam suspensos devido à pandemia da Covid-19 (como charrete, trenó e outras atividades abaixo deles na lista), mas é bom se informar antes da viagem para saber se continuam suspensas ou se houve alguma flexibilização.

Um detalhe muito interessante por lá é que. além de curtir as trilhas, mirantes e jardins floridos com aroma de lavanda, o parque Tarundu ainda dispõe de uma pousada para quatro pessoas, café da manhã e permissão para os donos levarem seus pets.

Você pode garantir o ingresso para cada atividade ou um passaporte VIP para ter direito a todas as opções disponíveis.

Os valores incluem o preço da entrada: R$38 para adultos, enquanto as crianças (de 4 a 10 anos), idosos e moradores locais pagam R$19.

17. Estação Emílio Ribas

Estação Emílio Ribas
Fonte: Fernando Picarelli Martins (Flickr)

Para aqueles que não sabem o que fazer em Campos do Jordão e precisam de um pontapé inicial ou um ponto de partida para a aventura, uma das dicas para começar é pela Estação Emílio Ribas.

Localizada na Estrada de Ferro de Campos do Jordão desde 1924, a Estação possui uma ferrovia desativada – ótima para bater uma foto em um dos cenários antigos da cidade – e iniciar o tour por vários passeios.

Um deles é o passeio pelo teleférico que segue para o Morro do Elefante.

Além disso, outra coisa a se fazer em Campos do Jordão é um tour de Maria Fumaça e bondinho. Imperdíveis!

Saiba mais sobre esses dois passeios que você precisa fazer em Campos:

Passeio de bondinho

Um dos momentos mais divertidos em Campos do Jordão é andar de bonde para conhecer os principais pontos da cidade. A máquina tem estilo inglês e atravessa as regiões da Vila Jaguaribe, Capivari e Abernéssia, em um percurso de 4 km.

O passeio tem duração de meia-hora e custa R$15. Já as crianças de até 5 anos, no colo de alguém, não pagam ingresso.

Maria Fumaça

Se você conseguir os ingressos com antecedência, pode desfrutar de um passeio bastante disputado em Campos do Jordão, que é o da Maria Fumaça.

Os turistas pagam o valor de R$23 e partem da Estação Emílio Ribas com destino a Vila Abernéssia. O passeio dura 30 minutos, mas vale muito a pena.

18. Conhecer (e comer) as delícias da Fábrica de Chocolates Araucária

Fábrica de chocolate Araucária
Fonte: moniquemagaldi (Flickr)

Hummm, um passeio com sabor de chocolate! Tem tudo a ver com o clima frio de Campos do Jordão!

A cidade situada dentro de São Paulo oferece uma gama de produtores de chocolate, e um deles é a Fábrica de Chocolates Araucária.

Muito mais que conhecer a arquitetura local, você vai adentrar na história do Museu do Chocolate e entender o funcionamento da fábrica de Campos do Jordão.

Mas claro que essa visita traz outras experiências muito deliciosas: você vai poder experimentar os doces em uma lojinha que também fornece chocolates em formatos diferentes.

Para a harmonia ficar completa, tem outra coisa que você precisa fazer em Campos: visitar a cafeteria no local, que oferece mini fondues e outros lanches.

Vamos combinar que café da manhã e clima frio têm tudo a ver, não é?

19. Relaxar no Parque Estadual de Campos do Jordão

Horto Florestal
Fonte: Useradquem (Flickr)

Este Parque Estadual em Campos foi criado em 1941, sendo também conhecido pela população como Horto Florestal.

É um dos principais pontos turísticos de Campos do Jordão, englobando uma área de 8,341 mil hectares, com fauna e flora preservadas.

Este passeio merece um guia à parte, pois possui diversas atrações e pode proporcionar aos visitantes um dia deslumbrante.

Entre as atrações no Horto Florestal há tirolesas, trilhas até cachoeiras, aluguel de pedalinhos e passeios de bicicleta. Há ainda um museu, restaurantes, quiosques e um passeio de trem para todas as idades.

Para quem gosta de uma trilha, terá desde trilha curta e leve a uma trilha longa a um alto ponto desta imensa reserva, ou seja, para todos os perfis.

Para quem vai só dar uma passada, tem muita atividade extra: bosques para fazer piquenique, um atelier ambiental, campinho de futebol, quadras esportivas, e diversos lugares gostosos para ficar curtindo a paz.

Abaixo vamos falar das principais trilhas da cidade de Campos do Jordão, começando por citar as trilhas deste espetacular parque.

Posts Relacionados

Vamos falar das trilhas?

Trilha dos Campos
Fonte: Bruno Silva (Flickr)

As trilhas em Campos do Jordão atraem muita gente da região e despertam a curiosidade e espírito aventureiro dos visitantes.

Com muitas belezas naturais e variedade de passeios ao ar livre, é uma atividade que vai agregar muito à sua saúde e sentimento de conexão que é parte do espírito desta cidade.

São muitas trilhas disponíveis pela região, podendo ser feitas por iniciantes, crianças e trilheiros profissionais e atletas. Outras podem ser feitas de bicicleta ou a cavalo. Escolha a melhor para você.

Começaremos pelas 5 principais trilhas do Horto Florestal:

1. Trilha do Rio Sapucaí

Uma trilha leve de 2,6 km que vai acompanhando a correnteza do rio Sapucaí.

Então, após uma subida pela mata fechada, logo a paisagem apresenta milhares de araucárias e cerros da Serra, que você avista de cima. O trajeto continua aberto até chegar no local de uma tirolesa, de 450 metros.

2. Trilha das 4 Pontes

Esta é boa para ir com as crianças. A trilha de Campos do Jordão leva esse nome por ter 4 pontes pelo seu percurso, sendo duas suspensas. Ao longo do caminho, araucárias e pinos enfeitam seu passeio.

É uma trilha que também serve para iniciantes na arte das trilhas, com apenas 1 km de extensão. O tempo do percurso é de 30 min, na média.

Em dias chuvosos, tome cuidado, pois as pontes podem se tornar escorregadias.

3. Trilha dos Campos

Trilha intermediária que exige leve condicionamento físico e experiência em trekking. No final é possível ver a região coberta por araucárias. Tem 3 km de extensão e chega a uma altura de 1700 metros.

4. Trilha Celestina

Com 8,5 km e duração de até 5 horas, esta é a mais pesada das trilhas do parque. É recomendado fazer esta trilha com guia pois pode ser muito cansativa por ser cheia de aclives.

5. Trilha da Cachoeira da Galharada

A última das 5 trilhas de Campos do Jordão que compõem o conjunto principal das trilhas do Horto Florestal é mais uma trilha curta, fácil e tranquila.

Durante o trajeto, um atrativo incomum: o passeio permite observar a Estação de Truticultura e Salmonicultura do Instituto de Pescas.

Então, no final da trilha, a cachoeira que dá nome à trilha vai estar aguardando, bela e formosa.

6. Trilha do Zig Zag

Uma das trilhas mais conhecidas de Campos do Jordão. Pode até ser feita por meio de caminhada, pois é muito tranquila. Mas fique de olho, pois a turma do mountain bike gosta muito de usá-la.

De dificuldade média, tem um trajeto com mais de 15 Km de descida e obstáculos naturais. A Trilha do Zig Zag segue por muitos quilômetros em estrada de terra e termina no Vale do Lageado.

7. Trilha da Casa Redonda

A trilha da Casa Redonda é mais uma que os iniciantes podem usar para se habituar ao esporte.

Conhecida também como Alto do Capivari, tem 16 km de ida e volta, partindo pela Vila Capivari e atingindo 1.700 m de altitude. Além disso, a vista panorâmica é de toda a região, valendo a subida.

8. Trilha do Rola Tronco

Indicada para os mais aventureiros, esta trilha oferece um pouco mais de tensão pelos troncos soltos e raízes de Campos do Jordão.

São 23 km, a partir da Fonte dos Milagres, na Vila Capivari. O percurso vai descendo pela floresta, e encontra com muitos troncos soltos, pedras e raízes lisas, o que caracteriza o grau médio de dificuldade.

Indicamos que você busque o acompanhamento de um guia qualificado, mesmo que seja experiente, caso não conheça a região.

9. Trilha das Três Matas

Outra trilha de Campos do Jordão que exige algum grau técnico do visitante é a Trilha das Três Matas.

O seu percurso, que tem cerca de 8 km, é ideal para ser feito de bicicleta. O início desta trilha, fácil de localizar, é indo pela estrada que serve de acesso ao Morro do Elefante.

O ponto alto e excepcional do passeio, certamente, é o visual das pedras, a 1750 m de altitude. O turista pode aproveitar este momento para parar e observar antes de seguir até o fim do percurso, próximo da Fonte da Minalba.

Mais passeios em Campos do Jordão

O que fazer na cidade se você pretende ficar em Campos do Jordão por mais dias? Atração é o que não falta!

Ainda que a gente não tenha feito um roteiro de passeios no dia 1, dia 2 ou dia 3, é válido dizer que algumas atrações são mais longas que as outras.

Nos tópicos seguintes, vamos identificar mais dicas de passeios e pontos turísticos dessa região de São Paulo.

1. Pedra do Baú, em São Bento do Sapucaí

Pedra do Baú
Fonte: Rodrigo P. C. (Flickr)

Próxima ao Campos do Jordão, a Pedra do Baú é um dos cartões postais de São Bento do Sapucaí, o que torna o roteiro quase obrigatório.

Por lá, é possível acessar a Pedra do Bauzinho (1760 metros de altura) e Ana Chata (1670 m), mas para quem gosta de desafios e tem boa disposição física, vale a pena subir os 1950 metros até o topo da Pedra do Baú.

No entanto, como a trilha é íngreme e leva 1h30 de percurso, é válido contratar um guia, já que o caminho para a Pedra do Baú é bem perigoso para iniciantes.

Além disso, há também uma escadaria de 200 degraus, o que reforça a necessidade de preparo físico.

Contudo, o esforço vai valer a pena, já que além de apreciar a vista do Campos do Jordão, a vista das montanhas no sul de Minas Gerais também está garantida.

Para acessar, basta pagar a taxa de Preservação e Compensação Ambiental que sai a R$10 e usufruir dessa beleza da cidade.

2. Pico do Imbiri

Pico do Imbiri
Fonte: Fábio de Freitas (Flickr)

Se não sabe o que fazer em Campos do Jordão, mas ama praticar o ecoturismo, uma de nossas várias dicas inclui conhecer o Pico do Imbiri, a 4 km do centro de Campos.

Cercado pela extensa natureza, o local é um roteiro perfeito para andar de quadriciclo, moto, bicicleta ou a cavalo. Inclusive, depois que você atravessa uma ponte e pega um trajeto pela Estrada Campista, o ideal é usar uma 4×4.

Esse é um passeio que vale a pena para quem realmente é apaixonado pela mata e quer fugir dos grandes centros comerciais de Campos do Jordão.

É inegável a bela vista do Pico do Imbiri e sua extensão que alcança a Pedra do Baú. Então, reserve um dia para conhecer esse lugar.

3. Museu Casa da Xilogravura

Museu Casa da Xilogravura
Fonte: MTur Destinos (Flickr)

O passeio pelo Palácio Boa Vista não é o único passeio indoor de Campos do Jordão. Entrando na Avenida Eduardo Moreira da Cruz, você se depara com o Museu Casa da Xilogravura, mais uma de nossas dicas de roteiro.

O acervo conta com mais de 2 mil obras de diversos artistas nacionais e internacionais, muitos deles pioneiros da xilogravura no Brasil.

Então, se você ama arte e cultura, vale conhecer esse espaço. A entrada é gratuita para crianças até 12 anos, R$4 para maiores de 60 anos e R$8 para adultos.

Para chegar a esse museu, a opção é fazer o trajeto de transporte público, usando um ônibus da via Pica Pau.

4. Parque da Floresta Encantada em Campos do Jordão

Parque da Floresta Encantada - Casa da Bruxa
Fonte: May Machado (Flickr)

Chegou a vez de conhecer um espaço dedicado às crianças pequenas – e adultas também!

O Parque da Floresta Encantada tem uma atmosfera infantil, mas pode ser aproveitado por todas as pessoas, de todas as idades. É um verdadeiro encanto em Campos do Jordão.

O cenário é decorado de acordo com a temática de algumas histórias infantis, como a Casa da Branca de Neve, a Casa dos Gnomos e a Casa dos Coelhos. Isso inclui o interior das casinhas, tudo relacionado à proposta de cada história.

Além disso, a ambientação fica ainda mais incrível aos finais de semana, com os monitores fantasiados para deixar o passeio puramente mágico.

É uma experiência divertida e econômica: R$10 durante a alta temporada, feriados e finais de semana, enquanto em outros períodos, o passeio pelo parque da Floresta Encantada sai a R$5.

5. Parque das Cerejeiras

Festa da Cerejeira em Flor
Fonte: Paulo Roberto de Souza (Flickr)

Depois de apreciar a arquitetura medieval de algumas atrações de Campos do Jordão, chegou a hora de conferir o estilo oriental do Parque das Cerejeiras.

Próximo ao centro de Campos, o parque ocupa um espaço que abriga mais de 400 cerejeiras, ideal para admirar durante o inverno, entre os meses de julho e agosto.

O local possui um jardim no estilo oriental, com trilhas, pontes, lago de carpas, cascatas e esculturas. Certamente, é um destino deslumbrante e imperdível para quem busca relaxar após um dia de aventuras.

Mas não pense que o parque é só para chegar, sentar e respirar ao ar livre, pois anualmente acontece a Festa das Cerejeiras, com comida típica japonesa, atrações turísticas, lojas com produtos especiais, e muito mais.

Não dá para ignorá-lo em seu roteiro de viagem, não é?

O único porém é que, por conta da pandemia, a visitação ao parque está suspensa.

Por isso, antes de planejar sua viagem e escolher os passeios, verifique se a visita está liberada e se os preços continuam os mesmos: R$20 a entrada ao parque e atrações da festa; R$18 nos demais dias do ano.

Já está sentindo o friozinho na barriga?

Então é a vontade batendo!

Seja no frio, seja no verão, programando bem o seu passeio, você deve ter belos momentos em Campos do Jordão. É uma cidade estruturada para confortar o hóspede, turista e visitante.

Chegar nas alturas de uma região é tão legal como chegar nas bordas. Explorar os limites e descobrir o que tem lá.

Geralmente são lugares onde reside um povo que levantou aquele lugar com muito empenho, por isso, muita tradição e conservação estão presentes em locais assim.

Venha prestar sua homenagem e fazer valer sua presença, afinal, agora você sabe o que fazer em Campos do Jordão!

Conheça, divirta-se, e saboreie a culinária de bares e restaurantes.

E acompanhe nosso blog para ter sempre novas dicas de roteiro de viagem!