Pontos Turísticos de Buenos Aires: 27 Lugares que Você Deve Conhecer

A capital da Argentina é, sem dúvida, um dos destinos da América do Sul mais ricos em pontos turísticos e opções de lazer. Por isso, hoje vamos apresentar os principais pontos turísticos de Buenos Aires.

Anúncios

A proximidade com o Brasil e os preços convidativos fazem da cidade um destino ideal para muitos brasileiros – e se você chegou até aqui, certamente é porque está interessado em visitá-lo.

Anúncios

A cidade oferece opções para todo tipo de turismo. Há o charme da Recoleta, o encanto da Livraria El Ateneo, a arte de rua do Caminito, as compras na Calle Florida e nas Galerias Pacífico.

Mas há muito mais a se fazer em Buenos Aires.

O roteiro a pé a partir da Casa Rosada permite que você passe por pontos históricos, sejam eles ligados à Revolução de Maio, como, por exemplo, a famosa praça que fica em frente à sede do poder executivo argentino, ou simplesmente teatros, livrarias e cafés, como o lendário Café Tortoni.

Há muito também a se fazer em outros bairros. Em La Boca, a visita ao estádio de futebol do Boca Juniors é sagrada.

Em Palermo, há bosques e museus.

Por fim, em San Telmo, o mercado e a famosa Feira de San Telmo são paradas quase que obrigatórias.




Antes de continuar a leitura... fizemos uma seleção com os principais passeios da região para você conferir. Veja agora (clique para ler os detalhes):

CARACTERÍSTICAPASSEIO
Tour La Bombonera
  • Conheça um dos estádios mais visitados do mundo
  • Uma das atrações turísticas mais visitadas de Buenos Aires, indispensável para fãs de futebol
Ver Passeio →
Zoologico de Lujan
  • Conhecido mundialmente pelo contato entre visitantes e animais selvagens
  • Nada de jaulas ou gaiolas, animais (não perigosos) circulam livremente
Ver Passeio →
Teatro Colon
  • Um dos melhores teatros do mundo, devido a sua acústica e valor artístico das construções
  • A visita inlcui acesso ao Foyer, Galeria de Bustos, Salão Dourado e Sala Principal
Ver Passeio →
Madero Tango
  • Shows com música ao vivo e um telão no palco
  • Pacotes exclusivos oferecem, além dos shows, um jantar completo e serviços de transfer nos hotéis e na cidade
Ver Passeio →
Planetário de Buenos Aires
  • Arquitetura imponente, com um prédio de 5 andares semelhante ao planeta Saturno
  • Possui atividades para crianças a partir de 3 anos
Ver Passeio →
Parque De La Costa
  • Além das atrações radicais, o parque também conta com atrações aquáticas
  • Além das atrações radicais para jovens e adultos, o parque também conta com opções específicas para crianças
Ver Passeio →



Veja como aproveitar ao máximo os pontos turísticos de Buenos Aires

Como dissemos, lugares a se explorar em Buenos Aires é o que não falta.

E a lista em seguida é bem eclética: tem passeio cultural, tem passeio gastronômico, tem visita a estádio de futebol e, claro, tem muita opção para compras.

A gente não pode deixar de pedir: vá jantar pelo menos uma vez em algum restaurante do Puerto Madero! Mas explore também os restaurantes e cafeterias de bairros.

Sem dúvida, você irá se surpreender!

Partiu começar nossa viagem?

1. Casa Rosada: ícone do poder argentino

visita a casa rosada vale a pena
Fonte: Ted McGrath (Flickr)

Centro político de Buenos Aires, a Casa Rosada é Patrimônio Histórico e Cultural. É a sede do governo argentino.

Localizada no centro histórico, a construção certamente é um dos pontos turísticos de Buenos Aires mais conhecidos e visitados.

Muito conhecida pelo seu estilo – e, claro, pela cor -, a Casa Rosada é famosa pelos discursos políticos em uma de suas varandas.

Foque no que Realmente Importa e Deixe Todo Resto Conosco…

Preparamos um guia completo, atualizado e 100% gratuito para você viajar com tranquilidade e não deixar passar nenhum detalhe. mockup bsas
O que você encontrará no nosso Guia Completo de Viagem – BUENOS AIRES:

✅ A época ideal para realizar sua viagem
✅ Os melhores meios de locomoção
✅ Os principais eventos
✅ Passeios imperdíveis
✅ Atrações indispensáveis
✅ Seleção especial com os principais restaurante

Nós já fizemos todo trabalho por você…

Faça o download gratuito do material e planeje a sua viagem com muito mais facilidade e segurança

Um dos mais conhecidos é o de Eva Perón, apresentado inclusive em filme. Evita Perón é a mais famosa ex-primeira-dama do país.

A visitação à Casa Rosada é gratuita, mas é preciso fazer agendamento prévio pelo menos duas semanas antes.

Onde fica: Balcarce 50, Plaza de Mayo

2. Plaza de Mayo: símbolo de luta e de homenagens das mães de desaparecidos

plaza de mayo
Fonte: VV Nincic (Flickr)

Localizada no coração de Buenos Aires, a Plaza de Mayo (ou Praça de Maio, em português) é a principal da capital argentina. Ela fica em frente à sede do governo, e portanto é ponto importante de atos políticos.

A praça também é famosa por ser ponto de encontro das ‘Mães da Praça de Maio’, que há décadas protestam em busca de notícias sobre filhos desaparecidos durante a ditadura militar argentina.

Diversas avenidas importantes da capital iniciam lá.

Se você quer conhecer os pontos turísticos de Buenos Aires, uma dica que podemos dar é começar pela praça, que também fica próxima a outros locais que apresentaremos a seguir.

Onde fica: Av. Rivadavia 400, Microcentro

3. Catedral Metropolitana: beleza arquitetônica e história do Papa Francisco

Catedral Metropolitana
Fonte: Luis Armando Oyarzun (Flickr)

Não importa se você é católico ou não: a visita à Catedral Metropolitana de Buenos Aires é obrigatória.

Trata-se de um dos pontos turísticos em Buenos Aires muito visitado pela sua beleza e pela sua história.

A arquitetura é ao mesmo tempo linda e peculiar, unindo o neoclássico, o neorrenascentista, neobarroco e rococó.

Por lá você encontrará o mausoléu do general José de San Martín – que lutou pela independência da Argentina, do Chile e do Peru – e um museu dedicado ao Papa Francisco.

Vale lembrar que, antes de comandar a Igreja Católica, Mario Jorge Bergoglio foi arcebispo de Buenos Aires.

Onde fica: Av. San Martín, 27

4. Congresso Nacional: beleza arquitetônica e obras de arte

Congresso Nacional de Buenos Aires
Fonte: Francisco Aragão (Flickr)

O Congresso Nacional é outro dos pontos turísticos de Buenos Aires que formam o chamado “Circuito Casa Rosada”. Para chegar até ele, basta ir a pé da sede do governo argentino pela Avenida de Mayo.

O prédio do congresso foi inaugurado em 1906, após oito anos de construção.

Apesar disso, ele só foi plenamente entregue em 1946. O grande destaque é a cúpula, que tem 80 metros de altura – é, dessa forma, uma das maiores torres da cidade.

Além de belíssima arquitetura, o prédio do Congresso Nacional conta com bonitas esculturas na área externa.

E ele fica em frente a um conjunto de três praças, que dão ainda mais destaque a esse conhecido ponto turístico portenho.

Há visita guiada pelas dependências do congresso. O passeio dura cerca de uma hora.

Onde fica: Av. 9 de Julio, Plaza del Congreso

5. Café Tortoni, o mais tradicional do país

café tortoni
Fonte: Mauricio Estrada (Flickr)

Se você for a Buenos Aires e não tomar pelo menos uma xícara de chá no Café Tortoni, você foi a Buenos Aires de forma errada.

Trata-se simplesmente do café mais tradicional da capital argentina.

Fundado em 1858, ele fica em meio ao centro político da cidade. Sempre foi frequentado por figuras importantes da Argentina, como músicos – destaque para Carlos Gardel -, escritores, escultores e políticos.

O ambiente é pra lá de agradável, e os garçons atendem de maneira impecável – alguns têm décadas de vivência na casa.

O Café Tortoni é Patrimônio Cultural da Argentina. Os churros de doce de leite, aliás, também deveriam ser.

Diariamente o Tortoni é frequentado por centenas de turistas, então é possível que você precise esperar alguns minutos em uma pequena fila. Mas não deixe de ir!

Onde fica: Avenida de Mayo, 825.

6. Obelisco, cartão-postal de Buenos Aires

obelisco
Fonte: Felicia (Flickr)

Com 67 metros de altura, o Obelisco é um cartão-postal de Buenos Aires.

Ele foi inaugurado em 1936, no local onde antes havia uma igreja. Diz-se que foi naquele ponto que a bandeira argentina foi hasteada oficialmente pela primeira vez na cidade.

Por ser famoso ponto turístico – e de encontro – na cidade, o Obelisco volta e meia é igualmente utilizado para protestos e manifestações.

Onde fica: Praça da República, no cruzamento das avenidas Corrientes e 9 de julio

7. Puerto Madero, o mais elegante bairro da capital

puerto madero
Fonte: Carlos J M Martinez (Flickr)

O Puerto Madero é o bairro mais elegante de Buenos Aires e local onde você encontrará alguns dos melhores restaurantes da cidade.

Assim, não deixe de jantar em alguma das dezenas de casas que oferecem maravilhosos churrascos na grelha, pescados, massas e outros pratos.

Por mais de um século, a região era quase o patinho feio da capital.

Foi somente na década de 1990 que o bairro foi totalmente revitalizado, ganhando ruas, avenidas, novas construções, teatros, hotéis de luxo e, sem dúvida, uma reforma total do porto.

Atualmente, o Puerto Madero é um dos principais pontos turísticos de Buenos Aires. Igualmente em função disso, tornou-se o bairro mais exclusivo – e caro – para se morar por lá.

Onde fica: Comuna 1, às margens do Rio da Prata

8. Puente de La Mujer, uma ponte para homenagear o país e o tango

Puente de La Mujer
Fonte: Philippe HELLOIN (Flickr)

Este é o monumento mais icônico do Puerto Madero e, ao mesmo tempo, um dos mais conhecidos de Buenos Aires.

A ponte foi projetada pelo famoso arquiteto espanhol Santiago Calatrava. Foi a sua primeira obra construída na América Latina – o Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro, também foi projetado pelo espanhol.

A Puente de La Mujer foi doada pela Espanha, e seu desenho representa um casal que dança o tango; o mastro simboliza o homem, enquanto a silhueta curva é a representação da mulher.

Utilizada somente para a passagem de pessoas, a ponte conta com um mecanismo giratório – e, devido as suas dimensões, é um dos maiores do gênero no mundo – que possibilita que ela se mova para a passagem de embarcações.

Onde fica: Puerto Madero, na Comuna 1

9. La Bombonera, o famoso estádio em forma de caixa de bombons

la bombonera tour vale a pena
Fonte: magro_kr (Flickr)

O estádio do Boca Juniors é um dos mais famosos das Américas, e mesmo quem não é muito chegado a futebol precisa conhecer o local. Afinal, ele faz parte do circuito turístico de Buenos Aires.

Inaugurado em 1940, seu nome oficial é Estádio Alberto José Armando, mas ninguém no mundo se refere a ele dessa forma.

Todos preferem chamá-lo pelo apelido “La Bombonera”, e a alcunha tem ligação direta com seu formato.

Sua forma se assemelha a uma caixa de bombons aberta, e isso aconteceu porque o estádio foi construído em um terreno de dimensões reduzidas.

A visita à La Bombonera inclui acesso às arquibancadas, museu e loja do clube.

Onde fica: Brandsen 805, La Boca

10. Monumental de Núñez, o maior estádio da Argentina

Monumental de Nuñez
Fonte: Ai Kagou (Flickr)

O estádio do River Plate, grande rival do Boca Juniors, é o maior da Argentina. Ele tem capacidade para 70 mil pessoas. Lá costuma acontecer os jogos da seleção do país.

O estádio fica em uma região nobre da cidade. Há, porém, uma pegadinha.

Apesar de ser chamado de Monumental de Núñez, o estádio Antonio Vespucio Liberti (seu nome oficial) não fica no bairro de Núñez, mas sim no vizinho, Belgrano.

A construção tem arquitetura mais tradicional, e é bem menos visitado que a Bombonera. Apesar disso, quem ama futebol não pode deixar de visitar esse templo do futebol argentino.

Onde fica: Av. Pres. Figueroa Alcorta 7597

11. Caminito, a colorida e carismática rua-museu

Calle Caminito
Fonte: Hernán Piñera (Flickr)

Nem só de La Bombonera vive o bairro de La Boca. Um dos passeios mais emblemáticos de Buenos Aires é por lá, no Caminito.

O antigo cortiço, que na década de 1950 foi transformado num verdadeiro museu a céu aberto graças a suas casas recuperadas e coloridas – muito em função do trabalho do pintor Benito Quinquela Martín -, é um dos pontos turísticos mais famosos da cidade.

A rua tem traçado sinuoso, porque no passado era por onde passava um pequeno córrego.

Ao longo de 150 metros, o Caminito passou a ser conhecida como ‘rua-museu’. Ele é formado por casas de madeira e folhas de metal. Diversas obras de arte compõem o trajeto.

Onde fica: Bairro de La Boca, às margens do rio Riachuelo

12. Centro Cultural Recoleta, muita cultura no famoso bairro portenho

centro cultural recoleta
Fonte: JJ SCIALFA (Flickr)

Ponto de encontro no famoso e bonito bairro da Recoleta, esse centro cultural recebe espetáculos de todo tipo – dança, música, teatro -, e abriga exposições, ciclos de cinema, oficinas e seminários.

O lugar se transformou em centro cultural há mais de 40 anos, mas o espaço já abrigou de tudo, de convento a asilo, chegando até mesmo a ser uma prisão!

O Centro Cultural Recoleta fica ao lado do cemitério do bairro, outro famoso ponto turístico de Buenos Aires, que nós vamos abordar logo a seguir.

Onde fica: Junín, 1930, bairro da Recoleta

13. Cemitério da Recoleta, um dos mais visitados do mundo

cemitério la recoleta
Fonte: Cemitério La Recoleta (Flickr)

Você provavelmente está pensando: como alguém pode sugerir um cemitério como ponto turístico?

Pois é, apesar de parecer bem estranho, saiba que o Cemitério da Recoleta é um dos pontos turísticos em Buenos Aires mais procurados.

Os jardins que formam o entorno do local têm beleza ímpar e são um famoso ponto de encontro dos moradores de Buenos Aires.

Já o Cemitério da Recoleta é um dos mais visitados do mundo pelos turistas.

E isso se deve à beleza – e até mesmo luxo – de muitas de suas sepulturas, fruto da pujança econômica da Argentina no início do século passado.

Atualmente, poucos sepultamentos acontecem no local – o cemitério está saturado, e o preço das sepulturas é muito acima do normal.

Personalidades históricas da Argentina estão sepultadas por lá.

Entre elas estão 18 ex-presidentes, como Bartolomé Mitre e Augustin Justo, o segundo presidente paraguaio, Francisco Solano Lopez, e a ex-primeira-dama Eva Perón.

Onde fica: Junín, 1760, bairro da Recoleta

14. Museu Evita: conheça a história da líder política

Museo Evita
Fonte: Ministerio de Cultura de la Nación (Flickr)

Há inúmeros museus em Buenos Aires, e um dos mais conhecidos é o Museu Evita.

O local teve sua inauguração em 2002 para homenagear os 50 anos da morte da mais famosa primeira-dama do país.

O Museu Evita conta com peças do vestuário – sobretudo vestidos -, artigos pessoais, lembranças familiares e outros itens que fizeram parte da vida dela.

Durante a visita, o turista é convidado a conhecer diferentes períodos da vida de Eva Perón, conhecida pelo seu ativismo político, mas que também foi uma grande atriz nacional.

Onde fica: Avenida Lafinur, 2988

15. Livraria El Ateneo: num teatro, a mais bonita da Argentina

livraria el ateneo
Fonte: Ivo Ladalardo (Flickr)

Buenos Aires já foi chamada pela Unesco como ‘A capital do livro’, tamanho o apreço da cidade por livrarias.

São centenas espalhadas pela capital, e sua viagem ao país vizinho precisa contar com a visita a pelo menos uma: a Livraria El Ateneo do bairro da Recoleta.

A El Ateneo é uma rede de livrarias centenária que existe na Argentina, mas uma, em especial, é um dos pontos turísticos mais conhecidos da cidade.

Trata-se da El Ateneo Teatro Grand Splendid, que funciona no espaço que no passado foi palco de grandes nomes da cultura argentina, entre eles Carlos Gardel.

A livraria já foi eleita a segunda mais bonita do mundo, e uma simples olhada já é suficiente para mostrar por quê.

Os antigos camarotes, por exemplo, viraram espaço para leitura, e entre suas estantes encontram-se mais de 120 mil obras.

O local funciona de segunda a domingo. Ela abre às 9h, com exceção aos domingos, cujo expediente acontece a partir do meio-dia.

Onde fica: Avenida Santa Fe, 1860

16. Calle Florida, o lugar ideal para fazer suas compras

calle florida
Fonte: Marcelo (Flickr)

Como você está percebendo ao longo deste artigo, existem inúmeros pontos turísticos de Buenos Aires que valem a pena conhecer.

Alguns, contudo, você deve visitar de qualquer maneira. É o caso da Calle Florida – ou Rua Florida -, a mais famosa de Buenos Aires.

A via se estende por dez quadras, espaço que cruza diversas atrações para os visitantes.

É nela também que se encontram ótimos locais para compras.

Roupas – como blusas de cashmere ou jaquetas de couro – e calçados estão entre os itens mais buscados pelos turistas, mas por lá também se encontram artigos esportivos e bons locais para se sentar e tomar um café gostoso.

A rua é fechada para o trânsito de veículos, e um trecho da via é ocupado por um calçadão, onde acontecem apresentações de tango ao ar livre.

Uma peculiaridade da Calle Florida é que se trata do ponto de Buenos Aires com maior probabilidade de você encontrar… brasileiros.

É comum ouvirmos conversas em português em qualquer ponto dela.

E isso, sem dúvida, é reflexo direto da grande quantidade de opções que se encontra por lá.

Onde fica: região central, com início próximo à Praça de Maio

17. Galerias Pacífico: faça compras num lugar aconchegante

galeria pacífico
Fonte: Martasusanaperez (Flickr)

Na Rua Florida, você encontrará um dos centros de compras mais conhecidos de Buenos Aires: as Galerias Pacífico.

Elas ficam em uma construção datada do fim do século 19, de arquitetura e beleza que chamam a atenção. Mesmo quem não está muito disposto a fazer compras merece passear pelo lugar, dado o seu aconchego.

Para quem busca incrementar o guarda-roupa, este é um dos melhores locais para compras da cidade – mas prepare o bolso.

As Galerias Pacífico contam com lojas de marcas famosas, como Brooksfield, Carmen Steffens, Chanel, Hugo Boss, Lacoste, Lancôme, Levis, L’Occitane, Nike Shop, Swarovski, Timberland e Tommy Hilfiger, para ficar em apenas algumas.

Onde fica: Rua Florida, 737

18. Teatro Colón, uma das melhores acústicas do planeta

teatro colón vale a pena
Fonte: Miguel Martinez (Flickr)

Em estilo eclético, o Teatro Colón é a principal casa de óperas da Argentina e considerado um dos cinco melhores espaços em termos de acústica do mundo.

Inaugurado em 1908, ele ficou fechado por cinco anos e reabriu em 2010. Costuma receber shows de importantes companhias do mundo.

Seu auditório tem formato de ferradura e conta com capacidade para 2,5 mil pessoas sentadas, além de outras mil em pé.

O palco também é portentoso: são 20 metros de largura, 15 metros de altura e outros 20 metros de profundidade.

Por lá já passaram alguns dos mais importantes cantores e bailarinos da história, como Igor Stravinsky, Herbert von Karajan, Maria Callas, Luciano Pavarotti e Plácido Domingo.

Ademais, além das apresentações, o Teatro Colón também abriga uma famosa escola de canto lírico.

Onde fica: Rua Cerrito 628

19. Centro Cultural Kirchner, o maior espaço de cultura da América Latina

Centro Cultural Kirchner
Fonte: Fabrizio Neitzke (Flickr)

Instalado no antigo palácio que foi sede do Correio Central de Buenos Aires, o Centro Cultural Kirchner foi inaugurado em 2015 e é o maior do gênero em toda a América Latina.

Além disso, é o terceiro maior do mundo.

A construção, de 1928, tem 100 mil metros quadrados.

Seus nove andares abrigam uma enorme sala de concertos, além de outros cinco auditórios; 18 salas para leituras de poesia, arte performática e outros eventos; 40 salas de galerias de arte e história; 16 salas de ensaio; e dois terraços na cobertura.

O acesso ao centro cultural é gratuito, sendo que ele funciona de quarta a domingo, além dos feriados.

Onde fica: Rua Sarmiento, 151

20. Mercado de San Telmo, um clássico de Buenos Aires

Mercado de San Telmo
Fonte: Christian Roland (Flickr)

Sabe aqueles tradicionais mercados públicos que encontramos espalhados pelas capitais do Brasil? Pois então, em Buenos Aires o mais famoso é o Mercado de San Telmo.

A construção é do fim do século 19, e ele foi feito para abastecer os imigrantes que chegavam da Europa.

A estrutura interna é toda original. Além disso, o Mercado de San Telmo possui vigas, arcos e colunas de metal.

O teto, por sua vez, é de chapa e de vidro. Uma cúpula central e translúcida ajuda a iluminar o interior.

Como todo mercado público que se preze, por lá você encontra um pouco de tudo.

É possível comprar queijos, vinhos e embutidos; antiguidades, peças de artesanato; frutas, carnes e tudo o mais que você pode imaginar.

Localizado no tradicional bairro de San Telmo, o mercado é muito visitado por turistas e também por moradores da região. Por isso, vai o aviso: circular por lá, muitas vezes, é um exercício de paciência.

Onde fica: Rua Bolívar, 970, San Telmo

21. Feira de San Telmo, tradição e carisma há muitas décadas

Feira de San Telmo vale a pena
Fonte: Ivo Ladalardo (Flickr)

Tão ou mais famosa que o mercado está a Feira de San Telmo.

Visitada por milhares de turistas, a feira “original” acontece na Plaza Dorrego, mas se estende por mais sete quadras.

A da Plaza Dorrego, porém, conta com uma peculiaridade: desde sempre, ela só permite que se vendam antiguidades com mais de 70 anos. E isso é fiscalizado com rigor!

O restante da feira, oficialmente, não integra a de San Telmo. Por isso, lá você encontra um pouco de tudo.

Não é preciso dizer que, pela sua importância histórica, por ficar em um bairro tradicional, e por permitir que se compre boas e originais lembranças, a Feira de San Telmo é um daqueles passeios que você não pode deixar de fazer.

Onde fica: Praça Dorrego, San Telmo

22. Floralis Generica, um ponto turístico moderno da capital

floralis genérica
Fonte: Tomas Dosuna (Flickr)

A Floralis Generica é uma grande escultura metálica que foi instalada em 2002 na Praça das Nações Unidas, no bairro de Palermo.

A praça por si só é uma atração típica para os moradores de Buenos Aires.

Assim, sua área espaçada e bonita é uma ótima lugar para se sentar, tomar um chimarrão e apenas aproveitar o dia em meio a um cenário que espalha sossego.

A escultura, por sua vez, é um ponto turístico e um cartão postal moderno de Buenos Aires.

Criada pelo arquiteto Eduardo Catalano, a Floralis Generica é uma flor com 20 metros de altura e nada menos do que 18 toneladas de metal.

Suas pétalas se abrem e se fecham ao longo do dia – nem sempre, contudo, o sistema está em funcionamento.

Vale muito a pena ir até lá para fazer um registro fotográfico em mais um dos conhecidos pontos turísticos em Buenos Aires.

Onde fica: Av. Pres. Figueroa Alcorta, C1425

23. Museu Nacional de Belas Artes (MNBA): a história argentina contada em obras de arte

Museu Nacional de Belas Artes
Fonte: Juliane Lima (Flickr)

Oficialmente chamado de Museo Nacional de Bellas Artes, essa instituição do governo conta com um acervo grandioso: são mais de 12 mil peças catalogadas, além de oferecer exposições diversas ao longo do ano.

As obras do acervo fixo contam principalmente a história da Argentina ao longo dos séculos.

A maior parte delas é de artistas argentinos, mas há também quadros e esculturas de grandes artistas de nível mundial.

No Museu Nacional de Belas Artes de Buenos Aires você encontrará obras de Rembrandt, Goya, Manet, Van Gogh, Gauguin e Degas, para ficar apenas em alguns.

O acesso ao museu é gratuito, e ele oferece visitas guiadas. Trata-se, sem dúvida, de uma ótima opção de passeio para quem gosta de arte.

Uma dica que a gente dá é você ficar de olho na programação, uma vez que as exposições itinerantes podem ser um atrativo a mais.

Onde fica: Av. del Libertador, 1473

24. Museu de Arte Latino-Americana de Buenos Aires (MALBA), um dos mais importantes

Museu de Arte Latino-Americana
Fonte: Barbara Mattivy (Flickr)

Construído em 1997, o MALBA é considerado um dos principais espaços de conservação e mostra de artistas latino-americanos.

O local abriga a coleção de arte da Fundação Costantini.

São, ao todo, cerca de 400 obras  entre pinturas, esculturas, gravuras, fotografias e outros objetos, todos de grandes artistas latino-americanos do século 20.

Entre as obras que você verá por lá estão peças de, por exemplo, Frida Kahlo, Diego Rivera, Joaquín Torres-García, Tarsila do Amaral e Lygia Clark, entre muitos outros.

Além disso, o Museu de Arte Latino-Americana de Buenos Aires conta com exposições temporárias e uma sala de cinema para exibições de filmes.

Há, por lá, uma cinemateca própria. O espaço também oferece cursos, palestras e seminários.

Onde fica: Av. Pres. Figueroa Alcorta 3415

25. Jardim Botânico: paz e sossego em meio a muito verde

Jardim Botânico de Buenos Aires
Fonte: Martasusanaperez (Flickr)

Esse é um daqueles passeios a se fazer para desacelerar.

Sabe quando você está há vários dias na cidade, indo de um canto a outro, e precisa dar uma relaxada? Pois uma visita ao Jardim Botânico tem justamente esse intuito.

Localizado no bairro de Palermo, o local ocupa uma área de sete hectares e possui cerca de seis mil plantas.

Bancos espalhados ao longo de seus jardins são bons lugares para sentar e conversar, ler um livro ou, simplesmente, aproveitar a passagem.

Por fim, a caminhada ao ar livre, longe do barulho e respirando o doce aroma das flores completam o atrativo.

Onde fica: Avenida Santa Fe, 3951

26. Bosques de Palermo, beleza natural e muito colorido

bosques de palermo
Fonte: ParuArt (Flickr)

Os Bosques de Palermo são formados por vários parques públicos – incluindo o Jardim Botânico, que acabamos de citar.

Além disso, a área conta com o (antigo) zoológico, planetário Galileu Galilei, Hipódromo de Palermo e Jardim Japonês, para ficar apenas em alguns.

Inaugurado ainda em 1875, os Bosques de Palermo ocupam uma área total de 25 hectares.

Ademais, os lagos e as roseiras que formam boa parte do espaço estão entre os principais atrativos.

O El Rosedal (Jardim das Rosas) reúne cerca de 18 mil roseiras, de várias espécies.

Além disso, por lá você encontra o mais antigo museu de Buenos Aires, o Eduardo Sívori. O espaço conta com cerca de quatro mil obras.

Onde fica: Av. Libertador e Av. Sarmiento

27. Show de Tango, atração imperdível de Buenos Aires

Como se Vestir para um Show de Tango
Fonte: Ashley Eckel (Flickr)

A gente finaliza a nossa lista não com um ponto turístico em específico, mas sim com uma atração que é a cara de Buenos Aires: o show de tango.

Há inúmeros espalhados por diversos pontos da cidade. Alguns são ao ar livre, seja na Rua Florida, nas praças de San Telmo ou outros.

Mas são os espetáculos feitos nas grandes casas que encantam os turistas.

As apresentações acompanham jantares maravilhosos e regados a ótimos vinhos argentinos. Nós já fizemos uma lista dos melhores shows de tango aqui no Viagem Club. Vale a pena conferir

Onde fica: vários endereços; confira os principais na nossa lista

Gostou das nossas dicas? Tem outras? Compartilhe!

Não importa se você vai ficar um final de semana ou vários dias, a gente tem certeza de que, com essas 27 possibilidades de experiências pelos pontos turísticos de Buenos Aires, a sua viagem será completa.

Como dissemos, opções não faltam na capital da Argentina.

E se você acha que nós deixamos alguma dica imperdível de fora, fale com a gente por e-mail. Afinal, entre as coisas boas das viagens está o fato de poder compartilhar experiências!

Então, faça uma boa viagem e até mais!

Você também pode gostar...

Guia completo, atualizado e 100% gratuito para

Buenos Aires