Pontos Turísticos de Curitiba: 14 Lugares Que Vale a Pena Conhecer

Preparamos um guia completo sobre a região para você deixar a sua viagem ainda mais completa. O download estará disponível no final. Boa leitura.

Anúncios

Procurando uma boa seleção de pontos turísticos de Curitiba? Neste conteúdo, ajudamos você a descobrir os melhores para planejar a sua viagem à Capital Ecológica do Brasil!

Anúncios

Ela tem esse nome pelo cuidado com as áreas públicas, além de seus muitos parques e bosques, como o Reinhard Maack, muito bem preservados.

Essa imensidão natural conta com mais de 60 metros quadrados de área verde por morador da cidade.

Além desse cuidado com a preservação da fauna e da flora, Curitiba é uma cidade modelo não só para o Brasil como para a América Latina, com um sistema de transporte urbano que é exemplo no que diz respeito a soluções modernas de locomoção urbana.

Neste artigo, você encontrará a nossa seleção de pontos turísticos que não dá para deixar de conhecer na capital do Paraná.

Conheça agora quais são os pontos turísticos de Curitiba que você não deve deixar de ir!

Aqui vai uma orientação para a sua leitura: observe que vários pontos turísticos são amalgamados, isto é, um mesmo parque pode ter área verde útil para passeio quanto museus e espaços para apresentações ao ar livre.

Assim sendo, um mesmo local pode fornecer atrações o suficiente para um dia inteiro. Logo, não é interessante conhecer tudo em um dia só porque Curitiba é uma cidade riquíssima cujos cartões postais merecem a sua contemplação.

Dito isso, confira os cartões postais da cidade!

1 – Jardim Botânico

Jardim Botânico de Curitiba
Fonte: Eduardo PA (Flickr)

Se você já pesquisou um pouco sobre Curitiba, sabe que o Jardim Botânico de Curitiba é o principal cartão postal da cidade e o ponto turístico mais visitado.

É nele que fica aquela grande estufa de vidro inspirada no Palácio dos Cristais, em Londres.

Dentro dela, há uma fonte d’água e uma série de espécies botânicas que transformam o espaço em uma referência nacional no que diz respeito à exibição da flora brasileira.

Além disso, na área externa do Jardim Botânico há um belíssimo jardim geométrico cheio de flores e arbustos.

No total, o jardim conta com 178.000 metros quadrados de extensão.

Seu objetivo é trabalhar a contemplação dos visitantes com relação à fauna e à flora local, bem como incentivar a preservação da natureza.

Para conhecer o Jardim Botânico de Curitiba você não precisa pagar nada. A entrada é gratuita e o horário de funcionamento é bastante amplo!

  • Endereço: Rua Engenheiro Ostoja Roguski, S/N, Jardim Botânico.
  • Horários de funcionamento: segunda a domingo, das 6:00 às 19:30.

2 – Museu Oscar Niemeyer

Museu Oscar Niemeyer
Fonte: Admilson Santos (Flickr)

O Museu Oscar Niemeyer (MON) é um ponto turístico que também é um dos principais cartões postais da cidade.

Projetado por Oscar Niemeyer e inaugurado em 2002, o Museu Oscar Niemeyer também é conhecido como “Museu do Olho” por causa do seu formato geométrico.

O local é um ponto de encontro de pessoas que gostam de arte e também de admirar as exposições abrigadas ali.

No MON você encontra obras em diferentes áreas: artes visuais, design e arquitetura são as principais.

Ao todo, o museu conta com 12 salas expositivas e nelas estão expostas obras de artistas proeminentes tanto no Brasil quanto no mundo, como Tarsila do Amaral, Cândido Portinari, Tomie Ohtake e Andy Warhol.

Os ingressos custam 30,00 para adultos e 15,00 para quem tem direito à meia-entrada.

  • Endereço: Rua Marechal Hermes, 999, Centro Cívico.
  • Horários de funcionamento: terça a domingo, das 10:00 às 17:30.

3 – Parque Barigui

Parque Barigui
Fonte: Rodrigo Vasconcellos (Flickr)

Falando mais especificamente sobre os locais em que há um show de área verde, você não pode deixar de conhecer o Parque Barigui.

Trata-se do maior parque de Curitiba e é um lugar belíssimo, com 140 hectares de extensão que cobrem cerca de quatro bairros da cidade.

Além disso, é um dos mais bem estruturados pontos turísticos de Curitiba, cheio de lagos, bosques e pistas. Assim como os curitibanos, a fauna e a flora estão bastante presentes!

Por essa razão, a interação entre os moradores da cidade e a fauna e a flora local precisa ocorrer de maneira descomplicada, o que se comprova na prática.

O parque fica aberto o dia inteiro, ininterruptamente e ainda é equipado com quadras de esporte, churrasqueiras, academia, quiosques, restaurante, estacionamento e até um parque de diversões.

Ou seja, o Parque Barigui comporta com tranquilidade tanto pessoas procurando por diversão quanto os animais que habitam ali, como as capivaras que chamam a atenção dos turistas e locais.

O acesso ao parque é gratuito!

  • Endereço: Avenida Cândido Hartmann, S/N, Bigorrilho.
  • Horários de funcionamento: aberto 24 horas.

4 – Centro Histórico

Centro Histórico de Curitiba

Outro local que você não pode deixar de conhecer é o centro histórico de Curitiba, um bairro repleto de prédios que remontam a história da cidade.

Se você puder reservar pelo menos uma manhã ou uma tarde para conhecer o centro, não deixe de conhecer o Paço da Liberdade, que é um dos edifícios mais bonitos da cidade.

Trata-se de um patrimônio histórico nacional que foi construído em 1916 com detalhes nos estilos clássico e art nouveau.

O prédio já foi sede da prefeitura da cidade, mas hoje abriga uma unidade do Sesc que conta com livraria, café, biblioteca, auditório e salas para exposições e cursos.

Outro ponto turístico importante no centro é Largo da Ordem, coração do Centro Histórico, e onde você encontrará uma série de casarões que remetem ao século XVIII, além de calçadões belíssimos, ideais para passeios turísticos com a família durante o dia.

Falando em Calçadões, não deixe de conhecer a Rua XV de Novembro, pois se trata do primeiro calçadão para pedestres do Brasil e um trecho específico dele, conhecido como Rua das Flores, é o local onde se concentra a maior parte dos prédios antigos do centro.

À noite, o espaço é tomado por uma série de bares e restaurantes para você curtir a noite curitibana.

5 – Ópera de Arame – Vale da Música

Teatro Ópera de Arame
Fonte: FUNDAÇÃO CULTURAL DE CURITIBA (Flickr)

Se você já tem em mente alguns locais para visitar em Curitiba, provavelmente colocou o teatro Ópera de Arame em seus planos.

A estrutura tubular e com teto transparente se assemelha a um grande prédio realmente feito de arame, tamanha é a sua delicadeza.

O espaço é, na verdade, um teatro que fica no Parque das Pedreiras Jaime Lerner e é ideal para assistir espetáculos na cidade.

Se você visitar o teatro Ópera de Arame, aproveite para conhecer a Pedreira Paulo Leminski, que também fica no Parque das Pedreiras. O espaço é destinado a espetáculos, principalmente musicais, só que fica ao ar livre.

Ao lado da Ópera de Arame, também no Parque das Pedreiras, fica o Vale da Música: um palco flutuante no lago em que fica o teatro e recebe música ao vivo.

O valor da entrada para curtir tantos locais bacanas é 15 reais, sendo que os curitibanos têm direito à gratuidade nas quartas-feiras, mediante a apresentação de documentos.

  • Endereço: Rua João Gava, 920, Abranches.
  • Horários de funcionamento: terça a domingo, das 10:00 às 18:00.

6 – Parque Tanguá

Parque Tanguá
Fonte: Jailson Rodrigo Pacheco (Flickr)

Você já sabe que Curitiba é uma capital cheia de parques, não é?

Outro que está em nossa lista é o Parque Tanguá, que tem 135 metros quadrados de extensão e é um dos maiores parques da cidade.

Um destaque bacana é o mirante com vista para a cidade que fica localizado em um belvedere, isto é, uma construção que fica praticamente no centro da área verde e que além de duas torres de observação, conta com um gostoso bistrô e loja.

Ademais, a estrutura oferece aos transeuntes:

  •  estacionamento,
  • jardim com canteiro e espelhos d’água,
  • ponte,
  • ciclovia,
  • lago,
  • pista para fazer caminhadas.

A vista do mirante fica especialmente mais atrativa no horário do pôr do sol, então certifique-se de fazer a sua visita mais para o final da tarde!

A entrada no parque é gratuita.

  • Endereço: Rua Oswaldo Maciel, 97, Taboão.
  • Horários de funcionamento: segunda a domingo, das 6:00 às 20:00.

7 – Mercado Municipal de Curitiba

Mercado Municipal de Curitiba
Fonte: Wagner Jorge Araujo Nogueira (Flickr)

O Mercado Municipal de Curitiba é um ponto turístico que também merece uma visita quando você visitar Curitiba.

Esse mercado é o maior e mais tradicional local onde fazer compras em Curitiba, principalmente se você tem interesse nas iguarias locais.

Por lá você encontra:

  • bebidas,
  • vinhos,
  • queijos,
  • temperos,
  • pescados,
  • especiarias,
  • embutidos,
  • carnes exóticas e com cortes especiais.

Além das compras que você pode fazer no mercado, o local também abriga uma praça de alimentação com restaurantes étnicos onde você pode comer muito bem.

O mercado é um ponto de encontro dos curitibanos tanto pela oferta de alimentos quanto de pratos prontos.

A entrada é gratuita!

  • Endereço: Avenida Sete de Setembro, 1865, Centro.
  • Horários de funcionamento: terça a sábado, das 8:00 às 18:00 e domingos das 8:00 às 13:00.

8 – Parque Tingui – Memorial Ucraniano

Parque Tingui
Fonte: Eduardo PA (Flickr)

Outro dos pontos de preservação da natureza que você deve conhecer em Curitiba é o Parque Municipal Tingui.

Por si só, ele já é um dos principais pontos turísticos de Curitiba, com 380 metros quadrados. Contudo, ele ainda abriga o Memorial Ucraniano e a Praça Brasil 500 Anos.

O memorial é um espaço que foi projetado em homenagem ao centenário de chegada de uma leva numerosa de imigrantes ucranianos no país.

Lá acontecem eventos culturais e exposições de artesanato e peças de decoração.

Por sua vez, a praça celebra a chegada dos descobridores portugueses ao Brasil e comemora os 500 anos de descobrimento do país.

No mais, a estrutura do parque conta com:

  • trilha ecológica,
  • quadras de esportes,
  • kits de ginástica,
  • playground,
  • paisagens de lagos e espaço para fazer caminhadas.

A entrada é gratuita.

  • Endereço: Avenida Fredolin Wolf, 1870, Pilarzinho.
  • Horários de funcionamento: Parque – segunda a domingo, das 6:00 à 20:00; Memorial Ucraniano – terça a domingo, das 10:00 às 18:00.

9 – Museu de Arte Sacra

Museu de Arte Sacra
Fonte: raissa tancredi (Flickr)

Se você gosta de incluir pontos turísticos presentes em rotas de turismo religioso, não deixe de incluir em sua viagem uma visita ao Museu de Arte Sacra da Arquidiocese de Curitiba.

Ele reúne cerca de 800 peças da arte sacra, entre:

  • objetos de culto,
  • fotografias,
  • pinturas,
  • objetos pessoais.

O museu é um anexo da Igreja da Ordem Terceira de São Francisco das Chagas, uma igreja que também faz parte da rota de turismo religioso de Curitiba.

No momento, o local está fechado para uma revitalização no começo de 2022, mas continua sendo um dos pontos turísticos mais importantes da cidade.

Assim sendo, não esqueça de consultar se ele estará aberto quando você viajar!

Neste ponto turístico a entrada também é gratuita.

  • Endereço: Rua Claudino dos Santos – Igreja da Ordem, S/N, Centro.
  • Horários de funcionamento: temporariamente fechado para reformas.

10 – Palácio Avenida

Palácio Avenida
Fonte: Airton Campos (Flickr)

O Palácio Avenida é um dos pontos turísticos de Curitiba que fica na região central, mas merece um destaque próprio.

Trata-se de um dos edifícios mais históricos de Curitiba, que fica na esquina da Avenida Luiz Xavier com a Travessa Oliveira Bello.

Atualmente, no local funciona a sede do Banco HSBC. Contudo, no passado, a estrutura já sediou uma das primeiras salas de cinema de Curitiba na década de 30, que foi o Cine Avenida, além do bar folclórico Guairacá.

O Palácio Avenida tornou-se um ponto de encontro da sociedade curitibana desde aquela época, então destacamos a importância de conhecê-lo!

Acrescentamos ainda que vale muito a pena conferir a iluminação do edifício principalmente na época do Natal, quando crianças que moram em orfanatos fazem apresentações em coral.

  • Endereço: Avenida Luiz Xavier, 11, Centro.
  • Horário de funcionamento: a sede do banco funciona com atendimento 24 horas.

11 – Bairro Santa Felicidade

Bairro Santa Felicidade
Fonte: Airton Campos (Flickr)

O Bairro Santa Felicidade concentra alguns dos pontos turísticos de Curitiba.

Um ponto positivo do local é que ele fica localizado a apenas 7 quilômetros do centro da cidade.

Ele se destacou com a chegada de imigrantes descendentes de italianos do século XIV e hoje é importante para a história da cidade por causa da preservação de características culturais italianas.

Por isso, se trata hoje de um dos centros mais visitados de Curitiba.

Na realidade, são 16 os bairros que compõem a região de Santa Felicidade, incluindo o bairro que tem o mesmo nome.

Por lá, você como turista encontra diversas opções de cultura e lazer, como um pólo gastronômico com uma série de restaurantes. Destacamos as principais logo abaixo.

Bosque São Cristóvão (Bosque Italiano)

Bosque São Cristovão
Fonte: The Cities (Flickr)

O Bosque Italiano é vinculado ao uso da Paróquia São José e Santa Felicidade, o que significa que ele não fica aberto à visitação pública todos os dias.

Seu funcionamento depende do calendário de festividades da paróquia.

Entretanto, vale a pena conhecê-lo se, ao visitar Curitiba, estiverem acontecendo a Festa da Uva (na primeira semana de fevereiro), a Festa do Frango, Polenta e Vinho (em julho) e a Festa do Padroeiro São Cristóvão, também em julho.

A participação nas três festas é bastante concorrida, pois em cada uma delas você pode conhecer o Memorial da Imigração Italiana, comer muita comida típica saborosa e adquirir produtos locais, como artesanatos e vinhos.

  • Endereço: Rua Catarina Costa Paulin, 617, Santa Felicidade.
  • Horários de funcionamento: a depender da programação da paróquia.

Casa Culpi

Casa Culpi
Fonte: Renata Tortato (Flickr)

Trata-se de uma edificação histórica construída pelos imigrantes italianos da família Culpi no bairro de Santa Felicidade.

O local era não só a casa dos Culpi, pois ali também funcionava um armazém de secos e molhados que, com o tempo, se transformou em um ponto de encontro para os imigrantes fazerem negócios.

Assim sendo, ganhou uma importância notável para a comunidade.

Ainda que programada para ser um liceu de gastronomia da Escola de Turismo de Curitiba, o espaço é Patrimônio Histórico Edificado da Cidade e serve como museu e espaço cultural ao exibir vários equipamentos, fotos e artefatos dos imigrantes.

  • Endereço: Avenida Manoel Ribas, 8450, Santa Felicidade.
  • Horários de funcionamento: terça a sexta das 10:00 às 18:00; sábados e domingos das 10:00 às 15:00.

Casa dos Gerânios

A Casa dos Gerânios (também conhecida como Sobrado Nona Carolina) é uma das casas mais antigas do bairro Santa Felicidade e, por isso, ainda guarda características rurais da época em que foi construída, o que traz para o turista um olhar sobre a vida de um imigrante recém-chegado.

A propriedade foi construída em 1880 por Nicolau Boscardin e é chamada de “Casa dos Gerânios” pela tradição da Nona Carolina Boscardin de enfeitar o peitoral das janelas com essas flores.

No momento não há informações sobre a possibilidade de entrar na casa, mas o espaço externo está livre para fotos e para ser explorado.

  • Endereço: Avenida Manoel Ribas, S/N, Santa Felicidade.
  • Horários de funcionamento: a casa está temporariamente fechada para visitação interna.

12 – Bairro Centro Cívico

Bairro Centro Cívico
Fonte: Parchen (Flickr)

Se estiver em Curitiba, não deixe de reservar um dia para conhecer o Centro Cívico, um bairro que aparentemente não tem nada de turístico, mas concentra uma série de locais que são bacanas de conhecer.

De modo geral, o bairro Centro Cívico é conhecido por concentrar os Três Poderes do Paraná: Legislativo, Executivo e Judiciário. Por essa razão é que ele recebe esse nome.

Para além disso, o Centro Cívico é um bairro majoritariamente residencial, mas que concentra locais dignos de uma visita, como o Shopping Mueller, que é um dos mais famosos da cidade, além do Museu do Holocausto, o Museu Oscar Niemeyer e o Bosque do Papa João Paulo II.

Shopping Mueller

Shopping Mueller
Fonte: Eduardo PA (Flickr)

No tocante ao Shopping Mueller, no local funcionava uma antiga oficina mecânica e ferraria de Curitiba desde o ano de 1878. O espaço transformou-se em shopping em 1983.

Desde então, o Shopping Mueller é um dos shoppings mais conhecidos da cidade porque apesar de ser um shopping antigo, soube acompanhar os movimentos de modernização da cidade, permanecendo como um dos centros de compras mais importantes para Curitiba.

Entre suas comodidades mais relevantes, podemos destacar o cinema, que é considerado acima da média por moradores e turistas.

Além disso, a estrutura comporta uma série de lojas, incluindo as mais famosas, e ainda reúne em sua praça de alimentação um verdadeiro pólo gastronômico com opções de culinária distintas.

Sobre o MON nós já comentamos, então o que falta é falarmos sobre o Bosque do Papa João Paulo II – ou apenas Bosque do Papa.

  • Endereço: Avenida Cândido de Abreu, 127, Centro Cívico.
  • Horários de funcionamento: segunda a quinta, das 10:00 às 23:00; sextas e sábados das 10:00 às 12:00; domingos das 11:00 às 22:00.

Bosque do Papa

Bosque do Papa
Fonte: …your local connection (Flickr)

Por lá você encontrará 48.000 metros quadrados de extensão e cultura, pois trata-se de mais um lugar da cidade que nasceu para representar imigrantes e ensinar a população sobre sua importância.

No caso do Bosque do Papa, ele nasceu para representar o agradecimento de Curitiba ao imigrante polonês.

Ademais, no bosque, foi replicada a casa típica que o Papa visitou em 1980 quando esteve em Curitiba, acontecimento tão especial que marcou o nome do local.

Por lá você encontra alguns memoriais e, a depender da época do ano, pode participar de  algumas das festas da colonização polonesa que ocorrem no parque.

Fora todo o significado histórico que o bosque agrega à cidade, trata-se de um lugar extremamente agradável para conhecer.

Vale destacar que o projeto do bosque foi acompanhado de perto pelo mundialmente famoso paisagista Burle Marx, então com certeza um passeio pelos jardins e monumentos presentes ali devem fazer parte da sua visita à Curitiba.

14 – Torre panorâmica de Curitiba

Torre Panorâmica de Curitiba
Fonte: Nicole Reckziegel (Flickr)

Para encerrar a nossa seleção de bons pontos turísticos em Curitiba, falamos sobre um local excelente para ter uma vista panorâmica sensacional da cidade.

A torre panorâmica, também conhecida como Torre da Telepar ou Torre das Mercês, fica no bairro das Mercês e é uma torre de telefonia com cerca de 100 metros de altura que oferece aos visitantes uma vista 360° de Curitiba.

Para ter acesso ao mirante, é necessário organizar-se em grupos e preparar-se para ficar pouco tempo lá em cima, já que a permanência é de até 10 minutos para cada grupo.

Apesar da brevidade da visita, conhecer o mirante é um passeio que vale a pena até porque você pode ter uma perspectiva diferente dos pontos turísticos de Curitiba, dado que a cidade é vista de cima.

O preço da entrada completa é 6 reais e a meia-entrada custa 3 reais, mas a visita para crianças com menos de 5 anos é gratuita.

  • Endereço: Rua Professor Lycio Grein Castro Vellozo, 191, Mercês.
  • Horário de funcionamento: terça a domingo, das 10:00 às 18:00.

Linha de Turismo de Curitiba: vale a pena?

Para encerrar a nossa lista de recomendações, falaremos rapidamente sobre a Linha de Turismo de Curitiba, que corresponde ao famoso City Tour que encontramos nas principais cidades do Brasil e do mundo.

Assim sendo, o passeio turístico compreende a possibilidade de conhecer Curitiba em vinte e quatro horas a partir de uma linha de ônibus especial com 2 andares.

Você conhecerá:

  • Parque Barigui,
  • Parque Tanguá,
  • Bosque Alemão,
  • Bosque do Papa,
  • Praça Tiradentes,
  • Praça Rui Barbosa,
  • Jardim Botânico,
  • Rua das Flores.

Os pontos turísticos apontados acima são apenas alguns dos locais contemplados pela linha, que também passa por alguns dos bairros que já citamos ao longo do artigo.

Para passear, você pode começar o tour pelo ponto de embarque na Rua 24 Horas ou embarcar no ônibus em qualquer um dos lugares pelos quais ele passa, contanto que já tenha o cartão de embarque válido por vinte e quatro horas.

Seu cartão pode ser adquirido em qualquer um dos ônibus e custa 50 reais. Com ele, você ganha o direito a ter seu embarque ilimitado por vinte e quatro horas em todos os pontos de parada do percurso.

Em linhas gerais, optar por visitar Curitiba com os ônibus da linha de turismo é uma boa opção para conhecer os principais pontos turísticos da cidade a um valor razoavelmente baixo.

Contudo, um ponto negativo é que você não terá tanto tempo para parar e contemplar cada lugar com calma.

Vimos acima que boa parte dos pontos turísticos envolve o passeio em parques e a participação em festividades ou atrações musicais.

Por exemplo, não é possível, em um mesmo dia, assistir a um espetáculo na Ópera de Arame, conhecer o Jardim Botânico, conferir exposições no Museu Oscar Niemeyer, conhecer o centro histórico e fazer um piquenique no Parque.

É muita coisa.

Assim sendo, o ideal é usar a linha para conhecer de vista os principais pontos turísticos da cidade, principalmente se você está sem tempo, mas reservar alguns dias para visitar com calma aqueles que mais chamaram a sua atenção.

Considerações finais

Esperamos que o nosso conteúdo sobre os principais pontos turísticos de Curitiba ajude você a planejar uma viagem sensacional para a cidade modelo que encanta tanto seus moradores quanto turistas de todo o Brasil.

Curitiba é uma cidade que foi projetada para ensinar sobre nossas origens e preservar o que ainda temos em termos de fauna e flora.

Assim, de modo geral, ela mantém a história viva em seus monumentos e parques ao mesmo tempo que se preocupa em guardar aquilo que ainda temos, com uma consciência social invejável a muitas capitais de todo o Brasil.

Contudo, todo esse movimento de preservação não impede a cidade de crescer no tocante à tecnologia e à modernização dos espaços públicos.

Na verdade, o que vemos na capital é uma união agradável entre o passado e o futuro que se reflete principalmente em seus pontos turísticos.

Para aprender sobre os passeios da cidade mais a fundo, conferindo resenhas completas sobre quais deles visitar, não deixe de conferir outros conteúdos aqui do Viagem Club.

Além dos cartões postais da cidade, resenhamos restaurantes, festividades e outras coisas que você queira conhecer.

Também sugerimos o período ideal para conhecer a capital e informamos quanto reservar para fazer essa viagem, informações essas que são úteis a praticamente todo turista.

Como sabemos que o tempo de todo viajante costuma ser limitado, também preparamos alguns roteiros de viagem considerando quantidades específicas de dias que você tenha para investir em conhecer Curitiba.

Nesses roteiros, nos preocupamos em otimizar as atrações para que você conheça o melhor da cidade independentemente de quanto tempo você tem para curtir sua viagem.

Não é à toa que somos o maior site de turismo do Brasil!

Use e abuse das informações gratuitas que oferecemos para que a sua viagem seja perfeita!

Você também pode gostar...

Guia completo, atualizado e 100% gratuito para

Curitiba