Quantos Dias Ficar em Morro de São Paulo? Guia Completo

Preparamos um guia completo sobre a região para você deixar a sua viagem ainda mais completa. O download estará disponível no final. Boa leitura.

Anúncios

Praias, festas, ótimos restaurantes, lugares incríveis para curtir – mas, afinal, quantos dias ficar em Morro de São Paulo?

Anúncios

Localizado na zona turística Costa do Dendê, no sul da Bahia, o Morro de São Paulo é uma vila na Ilha de Tinharé, que pertence ao município de Cairu e possui muitas atrações.

Inclusive, dependendo de quantos dias em Morro de SP, é possível fazer o passeio Volta à Ilha para a Ilha de Boipeba.

Para saber quantos dias ficar em Morro de São Paulo e preparar seu roteiro de viagem, é só acompanhar este guia completo!




Antes de continuar a leitura... fizemos uma seleção com os principais passeios da região para você conferir. Veja agora (clique para ler os detalhes):

CARACTERÍSTICAPASSEIO
Primeira Praia
  • Famosa por ser a "praia dos surfistas", e também pelos esportes radicais
  • Local mais próximo ao centro, perto dos barzinhos e restaurantes
Ver Passeio →
Segunda Praia
  • Águas mais calmas e banhos em piscinas naturais
  • Grande quantidade de bares, restaurantes e pratos variados
Ver Passeio →
Terceira Praia
  • Permite o passeio de caiaque pelas ilhas da região
  • É a maior dentre as praias do Morro de São Paulo
Ver Passeio →
Quarta Praia
  • Água calma, com lindas piscinas naturais
  • Maior faixa de área entre todas as praias do Morro de Sâo Paulo
Ver Passeio →
Quinta Praia
  • Também conhecida como "Praia do Encanto", devido a sua grande beleza
  • Integra uma área da Mata Atlântica com proteção ambiental
Ver Passeio →
Mergulho em Morro de São Paulo
  • Águas cristalinas super receptivas ao mergulho
  • É possível encontrar diversas empresas especializadas em práticas de mergulho
Ver Passeio →



Quantos dias ficar em Morro de São Paulo?

Morro de São Paulo a noite
Fonte: Javier Mazzeo (Flickr)

O vilarejo do Morro de São Paulo não é um lugar de muitos habitantes, mas costuma lotar na alta temporada. Por isso, é importante saber quantos dias ficar na região, considerando o que você procura: descanso ou agito.

Contudo, antes de responder à pergunta do título, é preciso saber como chegar a essa vila do litoral baiano.

Afinal, a distância e o tempo de estrada podem ser determinantes para concluir quantos dias ficar em Morro de SP.

Como chegar em Morro de São Paulo?

A primeira coisa que você deve saber é que não há aeroporto no vilarejo.

O ideal é pegar um voo para Salvador e, de lá, partir para o Morro de SP, usando o seu meio de transporte favorito, seja por via marítima, transfer semi terrestre ou aéreo.

Nós já fizemos um post sobre como ir de Salvador para Morro de São Paulo e explicamos direitinho a viagem até a ilha e também quanto custa.

Para resumir, o melhor custo-benefício para quem quer economizar é fazer o trajeto via marítima, pegando um barco no Terminal atrás do Mercado Modelo.

O trajeto leva mais ou menos 2h30, mas pode não ser uma boa opção para quem enjoa fácil com o balançar do barco.

Por isso, vale a pena pensar no transfer semi terrestre. Você pega um ferry boat até a Ilha de Itaparica, depois segue de carro para Valença e, de lá, é só pegar uma lancha para Morro de SP.

Melhor do que isso, só viajando de táxi aéreo, uma opção mais rápida e mais cara também. Mas, pelo menos, dá para curtir mais dias em Morro de São Paulo.

Tem que pagar taxa de entrada em Morro de São Paulo?

Sim, mas a taxa fica em torno de R$ 15 e você só paga uma vez enquanto estiver por lá.

Mesmo que você saia para curtir outro passeio, basta apresentar o comprovante de pagamento para você entrar no vilarejo novamente sem pagar outra taxa.

Tábua de marés

Antes de chegar em Morro de São Paulo, é preciso verificar a tábua de marés. Dessa forma, você garante que vai viajar nos melhores dias para conferir as piscinas naturais, que só aparecem na maré baixa.

Além disso, não deixe de consultar também a previsão do tempo para que a chuva não atrapalhe sua viagem.

O que fazer em 3 dias em Morro de São Paulo: primeiras dicas para curtir o destino baiano

Se você tem apenas 3 dias para curtir suas férias, mas não sabe o que fazer em Morro de São Paulo, o Viagem Club preparou algumas dicas para um roteiro de 3 dias nessa ilha do sul da Bahia.

Para começar, Morro de São Paulo possui cinco praias, além da vila no centrinho, com bom comércio, caixas eletrônicos e bons restaurantes.

Vamos conferir as dicas para curtir em cada um dos 3 dias na vila.

Dia 1: conhecer algumas praias de Morro de São Paulo

Primeira Praia
Fonte: Margareta Berg (Flickr)

Assim que você chegar na região, é provável que só terá tempo de agendar alguns passeios, porque os catamarãs, por exemplo, só partem às 11h.

Contudo, dá para passear pelo Centro Histórico da vila e ainda se hospedar na pousada Bahia Bacana para usufruir do café da manhã antes de seguir para as praias.

Em seguida, você será recepcionado pelas principais praias enumeradas do Morro de São Paulo, como a Primeira Praia.

Por lá, o mar é mais nervoso, o que lhe garante a alcunha de “praia dos surfistas”, sendo possível curtir as ondas até no inverno.

É também o lugar favorito das famílias com crianças pequenas pelo fácil acesso, apesar de ser a mais curta, com apenas 315 metros de extensão.

Mas, isso não é problema para quem ama esportes radicais, já que além do surf, é possível andar de Banana Boat e esqui na Primeira Praia.

Além disso, é a partir da Primeira Praia que você alcança o Mirante da Tirolesa no Farol do Morro de São Paulo, um dos maiores faróis da América Latina. Certeza que você vai conseguir curtir em seu primeiro dia na vila.

Depois de conferir a primeira praia de nosso circuito e também o comércio bem próximo, é hora de ir para a Segunda Praia, uma opção mais atrativa.

Um pouco maior que a primeira, a Segunda Praia abriga os melhores bares e restaurantes com shows musicais, além da prática de esportes, como frescobol e futevôlei.

Além disso, é uma das praias que chamam bastante atenção pelo seu belo recife de corais e piscinas naturais que surgem com a maré baixa.

É na Segunda Praia também que você pode conhecer a Ilha da Saudade, conhecido cartão-postal do Morro de São Paulo.

Pensa que acabou?

Ainda estamos no primeiro dia no vilarejo, então dá tempo de esticar a viagem até a Terceira Praia, com seus 800 metros de extensão.

Diferente das anteriores, a Terceira Praia é para quem quer descansar. Ótima, inclusive, para descansar no final do dia.

Por outro lado, é possível também apreciar ou participar de outros esportes aquáticos, como stand up paddle ou apenas dar um mergulho.

Bom, seu primeiro dia de 3 dias em Morro de São Paulo está finalizado se você seguir o nosso roteiro de viagem. Vamos ao segundo dia?

Dia 2: curtir a Quarta Praia e a Praia do Encanto (Quinta Praia)

Quinta Praia
Fonte: Plompp (Flickr)

O segundo dia em Morro de São Paulo convida os turistas para desfrutarem de 8 km de extensão da Quarta Praia, a mais deserta de todas as enumeradas do vilarejo.

A princípio, pode não agradar quem curte agito, mas a partir do momento em que você começa a caminhar, você sente o contato direto com a natureza.

É algo deslumbrante para quem busca sossego, um tempo para meditar e deixar – ou tentar deixar – de lado as preocupações do dia a dia.

Além da caminhada, os viajantes podem andar de bicicleta ou passear de charrete, enquanto contemplam o visual fantástico das piscinas naturais.

Após o descanso merecido, aproveite para comer em um dos restaurantes locais e experimentar o melhor da culinária baiana.

Agora, do mesmo modo que a Quarta Praia, a Praia do Encanto – ou, como é mais conhecida, Quinta Praia – é tão sossegada quanto.

Mas longe de achar que os seus dias em Morro de São Paulo serão monótonos.

Pense na riqueza da fauna e flora desta praia por causa da Mata Atlântica. É um cenário que todos deveriam apreciar para entender a importância de cuidar do meio ambiente.

Sobretudo, porque as hospedagens nessa região são bastante acolhedoras e tranquilas. Se você não sabe onde ficar em Morro de São Paulo, e procura por um hotel ou pousada longe do agito, a Quinta Praia é ideal para isso.

Dia 3: conferir a praia de Garapuá e a praia da Gamboa

Praia de Garapuá
Fonte: ian duffield (Flickr)

Antes de ir embora, ainda dá tempo de conhecer a praia de Garapuá, pertinho de Encanto.

O local é cheio de piscinas naturais e lindos manguezais que se sobressaem na região e garantem boas fotos.

Da mesma forma, você confere a capela de São Francisco de Assis, um monumento histórico e consagrado que merece sua visita.

Assim como o vilarejo de Garapuá, do outro lado do Morro de São Paulo, que vale a pena conhecer, inclusive, é bom fazer esse passeio pela manhã.

Igualmente, outro passeio interessante para fazer no seu terceiro dia no vilarejo de Tinharé é na praia da Gamboa, nos arredores das principais praias.

Como o tempo nessas regiões praianas parece voar e você está no seu último dia de viagem, escolha fazer o passeio Volta à Ilha de barco até Gamboa.

Você pode saborear a gastronomia regional e ainda dar uma passadinha na Ilha da Coroa para conhecer o Bar Flutuante.

Por fim, para não sair do Morro de São Paulo sem apreciar o pôr do sol, a recomendação é assistir a esse espetáculo na Toca do Morcego. Vale muito a pena!

O que fazer em 5 dias em Morro de São Paulo: dicas para o seu roteiro de viagem

Será que 5 dias em Morro de São Paulo seriam suficientes para curtir todas as atrações que o lugar tem a oferecer? É o que vamos descobrir!

Se em 3 dias nesse destino maravilhoso da região costeira da Bahia você consegue aproveitar o clima praiano do vilarejo, imagine o que dá para fazer em 5 dias em Morro de São Paulo!

Então, veja nossas opções para você montar seu roteiro.

Dia 1: aproveitar as praias e curtir os esportes náuticos

Stand Up Paddle na praia
Fonte: Pierre PRUVOT (Flickr)

Lembra que nos 3 dias em Morro de São Paulo, abordamos bastante os passeios pela zona costeira dessa ilha? Claro, o que mais atrai os turistas são as águas límpidas do vilarejo de Tinharé.

Contudo, vimos também que há monumentos históricos a serem melhor contemplados, como o Farol na Primeira Praia, a capela São Francisco de Assis em Garapuá e a Igreja Nossa Senhora da Penha em Gamboa.

Por outro lado, agora são 5 dias em Morro de São Paulo, então é tempo suficiente para aproveitar cada praia, desde a movimentada Segunda Praia até a tranquila Terceira Praia. É praticamente dois mundos nesse vilarejo do sul da Bahia.

A propósito, se você curte esportes náuticos, dá para praticar surf, stand up paddle, mergulho, rúgbi e vôlei à vontade.

Afinal, é seu primeiro dia e os fãs de esportes radicais ou não tão radicais assim, sabem que o tempo voa rápido quando ficamos entretidos em alguma coisa, não é?

Da mesma forma, siga para a Prainha do Forte e se encante pelo seu Patrimônio Histórico do Brasil: a Fortaleza de Tapirandu.

Sua construção, embora imponente, foi erguida no período colonial para proteger os habitantes contra ataques.

Posteriormente, se tornou um dos monumentos mais lindos de se ver na Prainha, além de suas marés baixas e piscinas naturais. Além disso, outro monumento é o Museu do Forte, que vale a pena conferir.

Como o primeiro dia pode não ser suficiente para curtir cada atração por vez, vamos de segundo dia!

Dia 2: fazer tour Volta à Ilha para Boipeba

Ilha de Boipeba
Fonte: Nailton Barbosa (Flickr)

Calma, que ainda dá para curtir a Segunda Praia, passar pela Terceira e culminar na Quarta Praia. Se você já desfrutou dos esportes e da boa comida, é hora de atravessar Garapuá e seguir rumo à Ilha de Boipeba.

Para fazer isso, você pode optar pelo passeio Volta à Ilha de lancha e admirar cada pedacinho da região.

Ali é um bom lugar para descansar e comer os deliciosos frutos do mar e, a depender do passeio que você fizer, a primeira parada pode ser em Moreré, um lugar tranquilo, cheio de belezas naturais.

Dá para fazer snorkelling ou um simples mergulho nas piscinas naturais, cujo acesso é por barco ou lancha, já que ficam mais afastadas.

Apesar de uma área desértica, Moreré tem quiosques e restaurantes muito admirados, e também um vilarejo com mercados e lojinhas. É simplesmente um encanto!

Outra praia encantadora é a Bainema, saindo da Vila de Moreré e cruzando por 15 minutos um túnel de flores e a toca dos caranguejos. Imperdível!

Só o trajeto é um evento para você marcar na agenda, um paraíso deslumbrante e perfeito para tirar fotos.

Depois, vá até a Ponta dos Castelhanos, outro recanto isolado da Ilha de Boipeba. Boa parte desse lugar é cercada por mangues e coqueiros, além de ter uma das melhores formações de bancos de areia na maré baixa.

Para completar o cenário paradisíaco, tem a água doce do Rio Catu, que marca o início da praia de Castelhanos.

Bateu a fome? Castelhanos tem alguns bons quiosques, mas vale a pena seguir viagem para a Cova da Onça, nome dado ao vilarejo de São Sebastião, para experimentar os frutos do mar fresquinhos.

Se preferir, pode tentar uma hospedagem nessa região e continuar o passeio pela Ilha de Boipeba no dia seguinte.

Dia 3: continuar o passeio pela Ilha de Boipeba

Praia da Cueira
Fonte: MTur Destinos (Flickr)

A depender do passeio que você fizer, dá para pegar uma lancha e seguir para a Praia da Cueira, onde está uma das enseadas mais bonitas de Boipeba.

O local tem ótima estrutura e tanto você pode aproveitar os restaurantes no comecinho da faixa de areia como também lá no final, onde há um rio de água doce.

É um excelente lugar para começar o terceiro dia de suas férias, porque é bem relaxante e dá para ficar a manhã toda.

Tem também a Praia do Tassimirim e a Boca da Barra, dois lugares fantásticos para incluir em seu roteiro de quantos dias ficar na vila Morro de São Paulo.

Tassimirim possui um trecho para Boca da Barra que passa pela Praia do Outeiro e Pedrinhas, com lindas formações de piscinas naturais.

O local reserva um mar de águas claras e tranquilas, bem diferente da agitada Velha Boipeba.

Já a Boca da Barra tem mais movimento, afinal, ela está situada justamente na Velha Boipeba, onde há boa infraestrutura e restaurantes à beira-mar.

Além disso, o passeio convida para um banho, ainda que as águas não sejam tão bonitas quanto em Tassimirim.

Mas, vale a pena terminar o dia aqui por conta do pôr do sol que deixa a paisagem ainda mais deslumbrante, principalmente pelo coqueiro torto no local.

Obs.: se você preferir desbravar a Ilha de Boipeba por meio de uma agência, saiba que o passeio dura mais ou menos 9 horas, com saída às 7h30.

Essa pode ser uma boa opção para quem não quer fazer todo o roteiro sozinho e prefere seguir os passeios turísticos da agência.

Dia 4: voltar para o Morro de São Paulo e curtir os monumentos históricos e as festas

Farol de Morro de São Paulo
Fonte: Anderson Barbieri (Flickr)

Ainda há muitas atrações para curtir nos primeiros 4 dias em Morro de São Paulo, como saltar de tirolesa e tomar um banho de mar.

Você pode voltar para os principais pontos turísticos da região e repetir todo o percurso.

Pela tarde, é uma boa hora conhecer melhor o Centro Histórico do vilarejo com seus monumentos antigos.

Lembra que falamos sobre o Farol do Morro de São Paulo? Pois ele foi construído no século XIX e considerado o mais moderno de sua época.

Lá no alto do seu Mirante, os visitantes podem tirar lindas fotos do vilarejo visto de cima. O visual é inesquecível e com certeza você vai se apaixonar!

Além disso, é no Mirante do Farol que fica a maior tirolesa da América Latina. Todo aventureiro que se preza desce por essa tirolesa, viu?

Há também a Igreja Nossa Senhora da Luz, padroeira da Ilha Morro de São Paulo. Sua construção foi marcada por várias etapas desde o século XVII e vítima de vários saques ao longo do tempo.

Infelizmente, todo o seu acervo histórico – de ouro, prata e imagens sacras – foi saqueado, mas ela vem ganhando restauração com ajuda de moradores e turistas.

Também no centro da vila, tem o multifacetado O Casarão, construído na mesma época da Igreja Nossa Senhora da Luz.

Segundo a história, a casa de grande porte recebeu Dom Pedro II e a Marquesa de Santos em 1859, durante sua passagem pela Ilha.

Desde então, O Casarão já foi escola, abrigo e restaurante, e agora é uma pousada e restaurante.

Fonte Grande, a Fonte do Imperador

Fonte Grande
Fonte: Gabriel Elias Mococa Corrê de Oliveira (Flickr)

Outro cartão-postal do Morro de São Paulo que vale a visita é a Fonte Grande. Sua obra, datada de 1746, a mando do vice-rei do Brasil, André de Melo de Castro, se tornou um Patrimônio Histórico Nacional quase 200 anos depois.

A fonte foi erguida para abastecer o vilarejo e o presídio, perto da Fortaleza de Tapirandú, e ganhou o apelido de Fonte do Imperador por conta da presença de Dom Pedro II, que tomou banho naquelas águas.

Fora que a construção era a maior tecnologia da Bahia no período colonial, mas hoje em dia só recebe visitas por ter sido tombada como patrimônio e por fazer parte da história do Brasil.

Isso porque a água que sai de suas três bicas não serve mais para beber nem tomar banho. Por outro lado, os arredores têm comércios, padarias, pousadas e restaurantes.

Esses foram os monumentos históricos do Morro de São Paulo, então, se você não sabia quantos dias ficar na Ilha, saiba que em 4 dias dá para percorrer pelo centrinho tranquilo.

Festas e luaus

Para quem é de badalação noturna, tem festas e luaus na vila para passar seus dias em Morro de São Paulo com todo agito que você ama.

A animação pode depender da melhor época para ir até a ilha. Por exemplo, final do ano e feriados costumam ser a alta temporada no litoral sul da Bahia.

Então, entre dezembro, janeiro e fevereiro acontecem as festas de Réveillon e Carnaval, o que já indica muitos turistas, hospedagens lotadas e forte disputa nos principais pontos turísticos.

É disso que você gosta?

Se sim, então viaje nessa época e se prepare para curtir bastante todo o barulho que esses eventos proporcionam.

Mas, se a sua viagem estiver marcada para o outro mês, não tem problema. O Morro de São Paulo mantém a tradição de luaus de segunda a quinta, na Segunda Praia.

As barracas são montadas à beira-mar e os visitantes e nativos servem-se de caipiroskas e muita música.

Esse é um dos melhores destinos de viagem, porque não importa quantos dias você vai ficar em Morro de São Paulo, o que importa é unir natureza, descanso e agito no mesmo lugar.

Dia 5: ir para a praia da Gamboa e participar de festas antes de ir embora

Praia da Gamboa
Fonte: …your local connection (Flickr)

Último dia de viagem e a parada obrigatória é ir para a Praia da Gamboa onde existe um grande paredão de argila. Não dá para chegar a Morro de São Paulo e ignorar a famosa encosta de argila.

Muitos turistas gostam de passar esse produto no corpo por causa do seu poder de esfoliação natural da pele. Fora que, segundo dizem, tem alta concentração de propriedades rejuvenescedoras. É para se esbaldar na argila!

Mas, tenha atenção: pegue a argila e se afaste da falésia, por conta do risco de desmoronamento.

A parada dura 30 minutos e a dica é não usar roupas claras – nem trajes de banho novos – porque o conteúdo da parede mancha a roupa.

Esse passeio, inclusive, você pode conseguir na Zulu Turismo, que faz o itinerário de Gamboa a Ilha da Coroa.

São 6 horas de passeio pela Zulu, e você pode ter a opção de almoçar nos restaurantes ou em barracas à beira-mar.

O importante é não deixar de saborear os petiscos, frutos do mar (camarão, lula, peixe, etc), além de drinks diversos com as frutas mais famosas do Nordeste brasileiro.

Por fim, não vá embora sem curtir o finalzinho do dia e ter a companhia dos golfinhos no retorno ao Morro de São Paulo. Eles aparecem ao lado da embarcação, se você tiver sorte de encontrá-los.

Depois de tudo isso e mais um pouco, é hora de voltar para Salvador.

O que dá para fazer em Morro de São Paulo em 7 dias?

Passar 7 dias em Morro de São Paulo é mais que suficiente para você contemplar o pôr do sol, descansar em Boipeba e comer uma lagosta na praia da Cueira.

Na verdade, pode ser tempo demais, se considerar que as atrações ficam bem próximas uma das outras.

Podemos afirmar, portanto, que uma semana em Morro de São Paulo é mais para quem tem dinheiro para se manter na vila e deseja descansar bastante.

Então, quantos dias ficar em Morro de São Paulo?

Morro de São Paulo
Fonte: joli sourire. (Flickr)

5 dias são suficientes para você conhecer e desfrutar das atrações em Morro de São Paulo.

Se você estiver com pressa, vai viajar a negócios para Salvador ou suas férias são curtinhas, pode apostar que 3 dias em Morro de Sao Paulo serão bem aproveitadas.

Você curte o que há de melhor na vila, que são as praias e outras belezas naturais, come nos restaurantes com a melhor comida da região e ainda descansa.

Agora, se você puder aproveitar mais tempo e quiser fazer um belo tour Volta à Ilha por Boipeba, vale a pena passar 5 dias em Morro de São Paulo.

Tempo suficiente para descansar, fazer os melhores passeios, comer bem e curtir o agito em Morro de São Paulo à noite.

Gostou das dicas de viagens pelo Morro de São Paulo?

Fazer um roteiro para um dos destinos no litoral da Bahia pode ser complicado, mas com o Viagem Club você ganha tempo!

Afinal, são tantas atrações, ida e volta pelos lugares mais fantásticos, passeios inesquecíveis e muito sol na cara.

Já sabe quantos dias ficar em Morro de São Paulo? Então saiba o que levar na mala para a sua viagem!

Você também pode gostar...

Guia completo, atualizado e 100% gratuito para

Morro de São Paulo