Carregando...

Salvador em Junho: 4 Dicas de Atrações para Curtir no Mês

Diferente de muitas cidades brasileiras, não faz frio em Salvador em junho. Por isso, esse é o destino perfeito para quem quer fugir das baixas temperaturas do começo do inverno e aproveitar as delícias das festas juninas.

Anúncios

Ficou com vontade de viajar para Salvador em junho? Então, confira o que fazer por lá para aproveitar o mês!

Anúncios



Antes de continuar a leitura... fizemos uma seleção com os principais passeios da região para você conferir. Veja agora (clique para ler os detalhes):

CARACTERÍSTICAPASSEIO
Praia de Itapuã
  • Lugar que serviu de inspiração para a música de Toquinho, com letra de Vinicius de Morais
  • O Farol da Praia de Itapuã é o mais belo cartão postal de Salvador
Ver Passeio →
Praia do Porto da Barra
  • Porto da Barra já foi eleito pelo The Guardian como a terceira melhor praia do mundo
  • Excelente opção de praia urbana, tranquila até nos fins de semana
Ver Passeio →
Zoológico de Salvador
  • Conta com espécies raras e ameaçadas de extinção
  • Mais de 700 mil metros quadrados, com cerca de 1500 animais
Ver Passeio →
Pituba
  • Município de maior variedade comercial de Salvador
  • São várias as atrações, desde Centro Histórico, praias e o Mercado Modelo
Ver Passeio →
Rio Vermelho
  • Um dos bairros mais movimentados da Bahia
  • Famoso por ser um excelente ponto gastronômico
Ver Passeio →
Praia das Neves
  • Melhor lugar de todos para apreciar o mar e pegar aquele bronzeado
  • Lugar ideal para quem gosta de tirar fotos maravilhosas
Ver Passeio →



Como aproveitar Salvador em junho da melhor maneira possível?

O mês de junho em Salvador é um dos mais chuvosos do ano, perdendo apenas para maio.

Geralmente, chove cerca de 15 dias e a probabilidade de chuva é de pelo menos 50%. Apesar disso, o sol aparece quase todos os dias e não faz frio.

Em média, as temperaturas variam entre 23°C e 28°C. Ou seja, no máximo você vai precisar de uma camisa de manga longa para passear a noite.

De qualquer forma, é importante verificar a previsão do tempo quando for agendar algum passeio, pois alguns podem ser cancelados por causa da chuva.

Então, quando estiver programando sua viagem, lembre-se de traçar um plano B para não ficar preso no hotel.

Confira algumas opções de passeios para fazer em Salvador em junho.

1. Festas Juninas

Festa Junina em Salvador
Fonte: isla costa (Flickr)

Embora o clima de Salvador em junho seja chuvoso, esse mês é alta temporada na cidade por causa das festas juninas. Afinal de contas, no nordeste essa comemoração é como um segundo Carnaval.

Então, prepare-se para encontrar ruas decoradas e grandes festas pela cidade inteira.

Oficialmente, as festas de São João começam no dia 13 de junho e vão até o final do mês. Contudo, o auge da comemoração acontece nos dias 23 e 24.

Nesse período, as festas juninas são realizadas em alguns pontos turísticos de Salvador, como no Centro Histórico, no Pelourinho, na Praça Castro Alves e no Largo Terreiro Jesus.

Durante as festas juninas, os palcos para apresentações são instalados nas praças do Pelourinho. Por lá o que mais se vê é o forró pé de serra e as danças de quadrilhas.

Além disso, não faltam opções de barraquinhas de comidas típicas das festas juninas, como canjica, bolo de fubá, arroz doce, pé de moleque, pamonha e os mais variados licores.

Sem dúvida, as festas juninas de Salvador vão tornar sua viagem muito mais gostosa!

2. Casa do Benin

Casa do Benin
Fonte: Gabriel Fernandes (Flickr)

Se por acaso você pegar algum dia de chuva em Salvador em junho, você pode aproveitar para conhecer os museus da cidade, como a Casa do Benin.

A Casa do Benin fica em um casarão no Pelourinho.

Com mais de 200 peças originais do Golfo do Benin, o museu representa uma parte da África e a sua relação com a Bahia.

Além disso, o local é decorado por tecidos coloridos e outras obras doadas por instituições e artistas.

Atualmente, a Casa do Benin possui os seguintes espaços:

  • Espaço Museu Pierre Verger: possui uma exposição permanente de obras beninenses;
  • Sala de Exposição Lina Bo Bardi: recebe exposições temporárias de artistas locais;
  • Auditório Gilberto Gil: sedia oficinas e eventos pequenos com a comunidade local;
  • Espaço Gourmet Jeje Nagô: possui restaurantes com arquitetura inspirada nas comunidades beninenses rurais.

Sem dúvida, esse é um dos principais centros de cultura africana do estado da Bahia. Você não vai se arrepender de visitá-lo!

3. Ilha de Maré

Ilha de Maré
Fonte: Fernando Sergio (Flickr)

A Ilha de Maré é um ótimo destino se você quiser fugir um pouco da agitação de Salvador em junho.

Ela fica bem próximo da capital, mas é pouco visitada pelos turistas porque está fora da rota turística. Por isso, lá você encontra praias vazias e bem preservadas, com areia clara, mar cristalino e coqueiros e manguezais cercando a orla.

Por ser uma ilha pouco turística, lá não há muitas opções de lugares para comer.

Normalmente, os moradores abrem pequenos restaurantes no quintal de casa, mas eles não abrem todos os dias. Assim sendo, algumas pessoas preferem levar comida, especialmente nos finais de semana e feriados.

Apesar disso, a Ilha de Maré possui praias paradisíacas. Confira as principais:

  • Praia das Neves: possui mar calmo e com água morna. Apesar de pouco movimentada, há algumas barracas de vendem comida;
  • Praia de Itamoabo: possui mar com águas cristalinas e areia branca. A região é rústica, mas há algumas opções de restaurantes;
  • Praia do Botelho (ou Praia do Oratório): possui águas cristalinas e uma vista incrível para a Baía de Todos os Santos. Ao caminhar pela vila você encontra algumas lojas de artesanato e restaurantes que servem comidas típicas da ilha;
  • Praia de Santana: possui mar com águas transparentes e, na maré baixa, piscinas naturais. Apesar de ser uma das regiões mais populosas da ilha, não há carros. Por isso, o transporte é feito de jegue.

De fato, quem visita a Ilha de Maré fica encantado com sua beleza!

4. Praia do Porto da Barra

Praia do Porto da Barra
Fonte: Maurício Almeida (Flickr)

Uma das melhores praias para visitar em Salvador em junho, principalmente em dias em que o tempo está instável, é a Praia Porto da Barra.

Além de ser ótima para banho, ela está localizada entre dois fortes: o de São Diogo e o de Santa Maria. Neles funcionam dois espaços culturais incríveis.

Então, se você estiver na praia e começar a chover, você pode se abrigar nos fortes e continuar se divertindo.

No Forte de São Diogo, por exemplo, fica o Espaço Carybé de Artes. Lá você pode conhecer mais sobre a vida e as obras do artista plástico Carybé por meio de recursos de realidade virtual e mídia digital.

Já no Forte de Santa Maria fica o espaço Pierre Verger da Fotografia, onde ficam expostas imagens produzidas por fotógrafos baianos. Além disso, o espaço também recebe algumas exposições temporárias e eventos.

Quando anoitece, as imagens dos acervos dos dois espaços culturais são projetadas na fachada dos fortes.

O melhor é que os fortes ficam a apenas 300 metros de distância um do outro. Então, é fácil conhecer os dois no mesmo dia!

Agora que você já sabe o que fazer em Salvador em junho, confira os 8 melhores restaurantes da capital baiana!

Você também pode gostar...

Guia completo, atualizado e 100% gratuito para

Salvador