Boca da Onça em Bonito Vale a Pena? Tudo o que você Precisa Saber!

Que tal fazer um passeio em Bonito/MS pelo complexo turístico da Boca da Onça para conhecer nascentes e lindas cachoeiras? Pois quem viaja para esse município do Mato Grosso do Sul, já sabe o que vai encontrar, mas nem todo mundo sabe se Boca da Onça em Bonito vale a pena.

Bonito é famoso pelo ecoturismo, por isso é um dos destinos mais fascinantes de todo amante da natureza. Lá, você vai se deparar com cachoeiras, piscinas naturais, praias, trilhas e ainda vai poder se divertir no rapel!

Então, se você tem dúvidas sobre onde vai passar suas próximas férias, te convido a viajar em nosso artigo para conhecer a região da Boca da Onça e seus passeios de tirar o fôlego. Vamos lá!

Localização

🚗 Onde Fica

O passeio fica na Cachoeira Boca da Onça, na Rodovia Bodoquena, s/nº, Km 26 – Zona Rural de Bodoquena / MS.

📍 Lugares Próximos

  • Balneário Águas de Bodoquena (0,8 km)
  • Refúgio Canaã (1,3 km)
  • Cachoeiras da Serra da Bodoquena (3,3 km)

Posts Relacionados

Como é o passeio na Cachoeira Boca da Onça Ecotour: dicas de passeios em Boca da Onça, Bonito/MS

Boca da onça
Fonte: 1001 Dicas de Viagem (Flickr)

Antes de tudo, é válido informar que a Boca da Onça fica em Bodoquena, e não em Bonito/MS, sua vizinha.

A referência é porque a área de 76 mil hectares da fazenda Boca da Onça abrange, além de Bodoquena, outros municípios, como Bonito, Porto Murtinho e Jardim.

Ecotour, no caso, é um complexo turístico que trabalha com os passeios para a Boca da Onça em Bonito e sobre os quais vamos abordar neste post.

Também é bom avisar que o Boca da Onça Ecotour não inclui hospedagem, sendo apenas um serviço day use com quatro pacotes de passeios.

Vamos começar pela sede da fazenda Boca da Onça, nossa primeira parada, onde há café da manhã e um delicioso almoço na volta do passeio.

O local é muito agradável, perfeito para quem quer fugir do barulho da cidade e ter momentos mais tranquilos junto ao verde.

Inclusive, em frente à fazenda, tem duas piscinas naturais de água corrente, além de quatro tanques com peixes da região, com opção para nadar e até aproveitar uma hidromassagem.

Perfeito depois de uma longa caminhada e subida de escada (você vai entender logo adiante).

Depois que você faz check in e apresenta seu ingresso do passeio para Boca da Onça em Bonito, é só aguardar a chegada do guia, já tomando conhecimento de qual é o seu grupo.

Enquanto aguarda, dá para conferir as atrações da fazenda Boca da Onça, que conta com museu, redário e um salão de jogos.

Assim que o guia chega, é hora de sair com o grupo em uma Jardineira Motorizada (caminhão aberto com bancos na parte de trás).

Quais são as trilhas da Boca da Onça Ecotour em Bonito/MS?

Trilhas da Boca da Onça
Fonte: Blog Vida Saudável (Flickr)

O Ecotour reserva quatro trilhas incríveis para tornar sua viagem à Boca da Onça muito mais divertida, veja quais são:

  • Trilha Adventure;
  • Meia Trilha Adventure Boca da Onça;
  • Buraco do Macaco;
  • Trilha Discovery.

1. Trilha Adventure

A famosa trilha que é o destino principal da maioria dos viajantes é a Trilha Adventure. Inclusive, quando alguém te falar sobre a trilha Boca da Onça, normalmente se refere à Adventure.

O local tem quatro quilômetros de extensão e oito cachoeiras, sendo que apenas metade está propícia para banho, como o Buraco do Macaco e a Cachoeira Boca da Onça.

Inclusive, a Cachoeira Boca da Onça é a mais alta do estado do Mato Grosso do Sul, com uma altura de 156 metros.

A trilha também leva os viajantes para cavernas, poços e para uma plataforma de rapel, que adentra o Cânion do Rio Salobra. É incrível!

2. Meia Trilha Adventure Boca da Onça

A Boca da Onça Ecotour também reserva uma alternativa para aqueles que não podem fazer a Trilha Adventure completa (que dura entre 4 a 5 horas): é a Meia Trilha Adventure.

Crianças e idosos podem conferir duas cachoeiras e fazer até três paradas de banho por meio dessa trilha. Não deixa a desejar e todo mundo sai satisfeito.

3. Meia Trilha Adventure Buraco do Macaco

Outra opção mais curta para quem quer conhecer o Buraco do Macaco é fazer essa Meia Trilha Adventure, com 2,1 km de extensão.

Você vai poder conferir sete cachoeiras e fazer três paradas de banho nesse curto passeio pela mata.

4. Trilha Discovery

Diferente da Trilha Adventure, os aventureiros vão conseguir se encontrar na Trilha Discovery da Boca da Onça Ecotour.

Isso porque essa trilha é a mais longa, com pontos de difícil acesso e que faz conexão com a Trilha Adventure.

Desse modo, as duas trilhas possuem pontos únicos no Rio Salobra, totalizando mais de 6 km de percurso e garantindo nove pontos de banho, entre cascatas e cachoeiras.

Quais os melhores passeios na Boca da Onça em Bonito: o que ver na região

Apresentamos os pacotes de passeios da agência de viagem Ecotour, agora falta dizer o que ver e apreciar em cada um deles.

Entre cachoeiras, belíssimas quedas d’água e aventura, os viajantes vão se deparar com situações inusitadas, como, por exemplo, o passeio tradicional da Cachoeira Boca da Onça.

O que acontece é que existe uma escadaria de 886 degraus no final do passeio. Haja fôlego! Lembra que falamos ali em cima que fazer uma hidromassagem na fazenda Boca da Onça é perfeito após o passeio? Então…

Só que o guia oferece a opção de fazer um caminho inverso, ou seja, ao invés de subir, você pode descer a escadaria. Bem melhor, não é?

1. Cachoeira Boca da Onça

Boca da Onça
Fonte: 1001 Dicas de Viagem (Flickr)

A cachoeira mais alta do estado possui a queda mais imponente de todo o passeio pela Boca da Onça. Uma beleza que garante aos visitantes a vista mais bonita de Bonito.

A cachoeira fica dentro do Cânion do Rio Salobra e ganhou o curioso nome de Boca da Onça justamente porque a água que bate no paredão forma a imagem de uma onça de boca aberta.

O lugar também conta com um grande deck, onde as pessoas podem sentar em bancos e apreciar a vista maravilhosa da queda d’água.

Depois de um belíssimo banho, ainda é possível aproveitar a plataforma de rapel, a uma distância considerável, que não atrapalha a vista.

2. Poço da Lontra

Poço da Lontra
Fonte: Bruno Vasconcelos (Flickr)

Um dos passeios favoritos de muita gente é o Poço da Lontra, cuja cachoeira deságua em uma piscina natural de 2 metros de profundidade, acessível por uma escada.

É bom avisar que a água é gelada, então é perfeito para um dia quente. Caso sua viagem aconteça na baixa temporada, isto é, entre o outono e inverno, é melhor conferir a temperatura antes de embarcar nessa viagem.

Além disso, as quedas da cachoeira são excelentes para uma massagem relaxante nas costas. Imperdível!

3. Cachoeira da Anta

Cachoeira da Anta
Fonte: Vicente Zanicheli (Flickr)

Fazer um passeio na baixa temporada não é motivo para desanimar só porque fica mais difícil entrar na piscina do Poço da Lontra.

Afinal, a Cachoeira da Anta não permite banho, mas é impossível não visitá-la para admirar sua beleza.

O Poço possui uma queda d’água de 20 metros e é cercada pela mata altamente verde. Além disso, é possível ver como as tufas de calcário formam as piscinas na base da cachoeira. Lindo de se ver!

4. Garganta da Arara

Garganta da Arara
Fonte: Sven Vietmeier (Flickr)

Já consegue imaginar o porquê do nome, não é? Mas não se trata de uma imagem semelhante à garganta do pássaro. Na verdade, essa atração formada por calcário tem o desenho do bico de uma arara.

É uma cachoeira com linda queda, mas infelizmente, não possui ponto de banho.

No entanto, a vegetação nativa que emoldura o local e suas formações rochosas graças às tufas de calcário permitem que o passeio fique mais encantador.

5. Cachoeira do Fantasma

Cachoeira do Fantasma
Fonte: Julia Corregio (Flickr)

O nome sugere mistério e é isso mesmo que você vai encontrar aqui. A Cachoeira do Fantasma abriga uma gruta que está se fechando por conta da ação do calcário. Um evento misterioso e que pede uma visita.

Apesar de ser proibido o acesso a essa cachoeira e também não ser permitido tomar banho, o passeio reserva uma altura de 21 metros da Cachoeira do Fantasma e uma piscina que chega a 3 metros de profundidade.

O local é cercado por um verde incrível e há uma ponte que conecta um trecho para o outro, passando rente à cachoeira. A sensação é de respirar a natureza, pura beleza da Boca da Onça em Bonito. Vale a pena conferir!

6. Cascata do Jabuti

Cascata do Jabuti
Fonte: José Luiz Gonzalez (Flickr)

Essa é outra cachoeira que não permite banho. Isso pode ser para preservar o ambiente ou para a segurança dos visitantes. Por isso, muitas delas são apenas para contemplar e garantir boas fotos.

A Cascata do Jabuti, por exemplo, é formada por diversos travertinos com quedas d’água que alcançam até cinco metros.

Ainda que seja pequena, é impossível não admirar a abundância da água jorrando pela cascata, circundada pela mata nativa.

7. Praia Boca da Onça em Bonito

Imagine nadar em águas cristalinas, mas tão cristalinas que dá para ver calcários e peixes do fundo do rio? Isso é possível em um dia de muito sol, independente se for na alta ou baixa temporada.

A Praia Boca da Onça vale a pena conhecer, porque além de um cenário bonito, os visitantes podem tomar banho e admirar a vista do Cânion do Rio Salobra.

Este Cânion tem 200 metros de altura, formados por paredões verticais, e começa no Parque Nacional da Serra da Bodoquena e se estende por quilômetros.

Só para ter uma ideia da força da natureza em Boca da Onça, o Rio Salobra levou milhões de anos para escavar uma brecha e desaguar no Rio Miranda, no Pantanal.

É lindo demais e extremamente essencial no seu roteiro de viagem para Boca da Onça Ecotour.

8. Buraco do Macaco

Buraco do Macaco
Fonte: Sven Vietmeier (Flickr)

Já pensou entrar em um túnel de 5 metros a nado e contemplar a água da cachoeira cair em seu interior? Fascinante, não é?

Isso é possível no passeio do Buraco do Macaco, um dos lugares mais encantadores da Boca da Onça, perfeito para quem ama uma pequena aventura.

Enquanto na parte superior você contempla a cachoeira de 7 metros de altura, a parte de baixo – uma piscina de águas cristalinas – te convida a adentrar por uma fenda (o buraco do macaco) e apreciar o seu interior.

Uma vez lá dentro, as paredes grossas e acinzentadas entregam a beleza esplêndida do lugar, além do intenso barulho da cachoeira que obriga o visitante a gritar para conseguir ser ouvido.

Como já se sabe, a trilha Buraco do Macaco pelo pacote da Ecotour permite um curto passeio pela área, mas já é suficiente para conhecer tudo e se refrescar nas águas cristalinas.

9. Rapel: uma aventura na Boca da Onça

Rapel em Bonito
Fonte: beto felix (Flickr)

Preciso falar dessa atividade que é uma loucura para os aventureiros de plantão. O rapel é feito na maior plataforma de rapel do Brasil, lado a lado da maior cachoeira de Mato Grosso do Sul.

Se você não tiver problema com altura, vai ter a oportunidade de descer 90 metros de rapel, em frente ao Cânion do Rio Salobra.

Além disso, a plataforma de rapel projeta-se 15 metros sobre o precipício. É ou não é de perder o fôlego?

Para quem ama rapel e a sensação de adrenalina, já inclua em seu roteiro de viagem, viu? Mas anota também quem pode participar dessa aventura:

  • Pessoas acima de 12 anos;
  • Mínimo de 1,40 de altura;
  • Mínimo de 45 kg.

Outro ponto importante é que o evento é bem disputado e tem apenas 30 vagas por dia. Portanto, planeje um roteiro de 3 dias ou mais, uma vez que alguns passeios em Bonito levam o dia inteiro.

10. Piscina da Cotia e a deslumbrante Janela para o Céu

Já deu para perceber até aqui que a beleza de Bonito está na natureza que a região proporciona, principalmente Boca da Onça.

E para fechar com chave de ouro, quem resolver visitar a Piscina de Cotia, terá duas visões esplêndidas: de um lado, a escadaria de travertinos com a suas águas despencando em cada degrau, e de outro, a Janela para o Céu, que nada mais é que uma piscina natural de borda infinita, com uma linda conexão entre o verde do Cânion e o azul do céu.

Ainda que seja apenas um cenário de contemplação (não é permitido banhos), a Piscina da Cotia é um excelente lugar para relaxar.

No caso da Janela para o Céu, os banhos são permitidos – ainda bem! –porque a experiência é única e super recomendada.

Esses foram os passeios fascinantes que você precisa incluir em seu roteiro de viagem para conferir as cachoeiras Boca da Onça. Ainda há outras, como a Cachoeira da Queixada e a Cachoeira da Paca.

Todos podem fazer o passeio Boca da Onça em Bonito?

Como mencionado no passeio pela Meia Trilha Adventure Buraco do Macaco, que é ideal para crianças e idosos, existem algumas restrições para realizar o passeio completo pela trilha Boca da Onça.

Além das crianças e idosos, as mulheres grávidas e pessoas cardíacas não podem participar desse tipo de trilha.

Por essa razão, é de sua importância avisar, durante o check-in, de todos os problemas de saúde que possui, tais como:

  • Pressão baixa ou alta;
  • Alergias graves;
  • Problemas de coração;
  • Hipoglicemia;
  • Problemas respiratórios;
  • Diabetes.

O Boca da Onça Ecotour não só preserva a segurança local como também a saúde do visitante. Por isso, não deixe de relatar todos os seus problemas, mesmo que isso signifique pôr fim a sua vontade de fazer rapel ou caminhar pela trilha completa.

Como chegar à Boca da Onça em Bonito?

Assim que você chega à Bodoquena, no km 26 da Rodovia MS-178, são mais 13 km de estrada até chegar ao Ecotour.

É possível tanto alugar um carro quanto fazer o trajeto com um transfer que uma agência de turismo organiza.

Qual é a Melhor época do ano para visitar as cachoeiras da Boca da Onça em Bonito?

Diferente de outros passeios em Bonito, a Boca da Onça é ótima em qualquer época do ano.

Faça chuva ou faça sol, Boca da Onça é um espetáculo, visto que o lugar é quente o ano todo.

Aliás, os dias chuvosos podem ser um problema para caminhar nas trilhas ou entrar nas cachoeiras, mas nada que possa estragar o passeio.

A única ressalva, no entanto, é sobre os preços e vagas para conhecer todos os pontos de cachoeiras pela Ecotour e praticar o rapel.

Por isso, vale ressaltar aqui que a baixa temporada reserva preços mais econômicos, enquanto a alta temporada, além dos valores mais salgados, tem a questão de vagas limitadas, já que é bastante procurada.

Quanto custa um passeio na Boca da Onça Ecotour?

Como se sabe, a Ecotour oferece diversão pelas trilhas e cachoeiras da Boca da Onça, mas não oferece hospedagem.

Já os ingressos são vendidos por agências de turismo situadas no site da Ecotour, a preços que costumam ser tabelados, e variam apenas de temporada e idade dos visitantes.

Dicas sobre o que levar para a Boca da Onça, MS

Não há mistério sobre roupas, itens e acessórios que devem ser considerados em uma viagem para Boca da Onça em Bonito.

Basta seguir nossas dicas:

  • Prefira roupas leves para fazer a trilha, incluindo roupas de banho para curtir a água da Boca da Onça;
  • Use tênis para fazer a caminhada, e de preferência, que tenha secagem rápida, porque é quase impossível não molhar durante o trajeto;
  • Reserve um dinheiro em espécie para comprar lanche, água ou repelente, por exemplo, no receptivo do passeio;
  • Se puder, já esteja com uma roupa de banho por baixo quando chegar a hora de mergulhar nas águas cristalinas;
  • Leve uma toalha e roupa para trocar após o passeio;
  • Carregue um protetor solar, garrafinha d’água, repelente e óculos de sol;
  • Esteja com a sua máquina fotográfica para tirar belíssimas fotos das paisagens.

Essas foram as dicas de ouro para você aproveitar sua viagem para Boca da Onça e curtir o que há de melhor entre Bonito e Bodoquena, no Mato Grosso do Sul.

Boca da Onça em Bonito é bom mesmo? Prós e contras das atrações na região

Boca da Onça
Fonte: culturalloura (Flickr)

Nem tudo é uma maravilha, mas vale a pena entender porque um passeio em Bonito, pelo complexo turístico de Boca da Onça, tem seus prós e contras.

Até porque, como o município de Bonito é conhecido como o paraíso do ecoturismo, muito provavelmente, somente pessoas que realmente amam o contato com a natureza devem curtir os passeios.

Veja abaixo os pontos positivos e negativos da atração em Boca da Onça Ecotour:

Pontos positivos

  • Áreas repletas de verde, muito verde, e água abundante, perfeito para quem admira as belezas naturais do Brasil;
  • Tem água cristalina e muitas cachoeiras são propícias a banhos;
  • Áreas preservadas, afinal, Bonito é o roteiro do ecoturismo;
  • Café da manhã caprichado e almoço bem servido na fazenda Boca da Onça;
  • Pacote de passeios bem organizado, com opções para quem vai com criança e/ou pessoas acima de 60 anos, como a Meia Trilha Adventure Buraco do Macaco;
  • Paisagens fotogênicas e  experiência única;
  • Preços mais econômicos na baixa temporada;
  • Ótima estrutura e tudo em perfeito estado.

Pontos negativos

  • Nem todas as cachoeiras possuem pontos de banho. Garganta da Arara, Piscina da Cotia e Cachoeira da Anta são exemplos disso;
  • Algumas trilhas podem ser cansativas, principalmente se você pegar a subida dos 886 degraus durante a caminhada. É de tirar o fôlego, literalmente;
  • A região da Janela para o Céu, por exemplo, fica muito mais contemplativa na alta temporada, no entanto é a mais cara também. Se isso for um problema para você, programe a viagem para a baixa temporada;
  • Mesmo com a plataforma de rapel, os aventureiros podem sentir falta de uma aventura mais radical, ainda que a Cachoeira Boca da Onça conta com trajetos mais longos e desafiadores;
  • Não é muito agradável para quem prefere os grandes centros comerciais e outros lugares afastados da natureza.

Eu acredito que mesmo que você não tenha paixão pelo verde e ar puro, poderia dar essa chance para Bonito.

Até porque, vale muito a pena mudar de rota de vez em quando e curtir o que a natureza pode, de fato, lhe dar.

E então, o passeio Boca da Onça em Bonito vale a pena ou não?

Boca da Onça
Fonte: Blog Vida Saudavel (Flickr)

Vale muito a pena conhecer a Boca da Onça em Bonito, sim!

É um dos lugares mais apaixonantes para conhecer, além de proporcionar um belo descanso da correria do dia a dia. Quem não curte, não é?

Depois de um delicioso café da manhã na fazenda, fazer uma caminhada pelas trilhas, deslumbrar-se com a Cachoeira Boca da Onça – a maior do estado – e banhar-se em um dos pontos de banho, você vai entender o que estou falando: o local é divido!

Aproveite os passeios em Bonito, seja na baixa temporada (com bons preços) ou na alta temporada (bastante disputado), tire fotos e curta as emoções em Boca da Onça.

Boa viagem!

Perguntas e respostas

Onde fica a Boca da Onça?

Boca da Onça, curiosamente, fica em Bodoquena, e não em Bonito. A distância entre elas é de aproximadamente 65 km.

Quantos degraus tem a trilha Boca da Onça?

A trilha da Cachoeira Boca da Onça, em Bonito/MS, tem 886 degraus.