Curitiba em Janeiro: 10 Formas de Curtir a Cidade Nessa Época

Preparamos um guia completo sobre a região para você deixar a sua viagem ainda mais completa. O download estará disponível no final. Boa leitura.

Anúncios

Curitiba, a capital do Paraná, é uma ótima cidade para passar o final de semana, principalmente se você gosta de passeios ao ar livre. Mas, com as férias escolares e o tempo chuvoso, será que vale a pena ir para Curitiba em janeiro?

Anúncios

Confira a seguir algumas sugestões de passeios para aproveitar o mês da melhor maneira possível!

Como aproveitar Curitiba em janeiro da melhor maneira possível?

O mês de janeiro em Curitiba é um dos mais quentes do ano, mas também é um dos mais chuvosos. Em média, as temperaturas variam entre 18 °C e 26 °C, e chove cerca de 12 dias durante o mês.

Entretanto, vale a pena lembrar que o clima de Curitiba é bastante instável. Pode ser que o dia comece chuvoso e termine ensolarado, e vice-versa. Então, é bom ir preparado.

Apesar das temperaturas amenas, o clima de Curitiba em janeiro pode atrapalhar alguns passeios. Isso é um ponto negativo desse mês, já que a cidade é conhecida por ter muitos parques.

Por isso, a cidade não costuma ficar muito cheia nessa época do ano, pois a maioria dos curitibanos vai para praia. Mesmo assim, há boas opções de passeios para fazer em Curitiba em janeiro.

Veja a seguir!

1. DNF Curitiba

DNF Curitiba
Fonte: Ceci Zs (Flickr)

No dia 20 de janeiro é comemorado o curitiba em fevereiro. Por isso, nessa data ocorre o DNF Curitiba, um evento de exposição de fuscas e outros veículos derivados.

Normalmente, o evento é realizado no Mercado Produtor do Ceasa Curitiba. A entrada é gratuita, mas você pode doar alimentos para o programa social Banco de Alimentos Ceasa.

Em média, o DNF Curitiba conta com a participação de mais de mil Fuscas e outros 300 veículos antigos clássicos.

Além da apresentação de peças automotivas e de carros, também são realizados sorteios para os participantes que fizeram doações. O local também possui área para churrasco e espaço kids.

Todos os anos, cerca de 4 mil pessoas vão ao evento em Curitiba em janeiro. Vale a pena conhecer!

2. Festival de Ostras

Ostras
Fonte: David Castañón (Flickr)

Em Curitiba em janeiro também há alguns festivais gastronômicos. Por exemplo, nesse mês o Fish*Me costuma oferecer um Festival de Ostras que dura sete dias.

O interessante desse festival é que os chefs do Fish*Me preparam as ostras de uma forma totalmente diferente. Ao todo, o cardápio do evento conta com seis versões da iguaria. São elas:

  • Alho e óleo;
  • Gratinada;
  • Provençal;
  • Vinagrete na cachaça;
  • Creme de gorgonzola;
  • Geleia de pimenta dedo de moça.

O restaurante também possui uma cartela de bebidas que harmonizam com os pratos, com drinks a base de Gin, chopes, vinhos e caipirinhas.

Para completar, o evento é realizado em um deck com vista para o Parque Barigui. É uma experiência incrível por um preço acessível!

3. Festival de Jägermeister

Jagermeister
Fonte: Jose Esteban Egurrola (Flickr)

Outro festival que acontece em Curitiba em janeiro é o Festival de Jägermeister, oferecido pelo The Weknd Bar.

A programação do evento conta com música ao vivo. Para quem curte rock, esse é o lugar certo. Lá você vai ouvir heavy metal, pop rock, country rock, desde covers dos grandes clássicos até rock independente.

Entretanto, o ponto alto do Festival de Jägermeister de Curitiba são as bebidas. Em parceria com a marca alemã, o cardápio conta com drinks preparados especialmente para o evento.

Geralmente, os que fazem mais sucesso são as releituras dos clássicos, como o SHot Jäger Weeknd, feito com a bebida alemã, espuma de gengibre e xarope de maracujá, o Negroni Jäger, que leva Ramazzoti e Gin, e o Jägerbom, feito com energético.

Se você é fã de Jägermeister e rock, vale a pena participar do evento.

4. Festival de Camarão

Bobó de camarão
Fonte: Patrick Szymshek Szaferman Benegone (Flickr)

Em janeiro, o Fish*Me também costuma realizar o Festival de Camarão. O evento dura seis dias e é realizado em um deck com vista para o Parque Barigui, assim como o Festival de Ostras.

Durante o festival você pode experimentar alguns petiscos e porções por um preço fixo (R$ 25,00).

Os pratos que mais fazem sucesso são o espetinho, o pastel, o camarão empanado ao panko e curry, a panelinha de camarão thai e o cone de frutos do mar. É delicioso!

5. Oficina de Música de Curitiba

Oficina de Música de Curitiba
Fonte: FUNDAÇÃO CULTURAL DE CURITIBA (Flickr)

Curitiba também tem vários eventos culturais ao longo do ano. Em janeiro, um dos principais é a Oficina de Música de Curitiba, realizada todos os anos desde 1983.

Além dos mais de 50 cursos de música (presenciais e online), a Oficina de Música oferece mais de 200 ações pela cidade, com concertos, espetáculos, shows, filmes, teatro e muito mais. Ao todo, são aproximadamente 35 espaços que recebem a programação.

Vários artistas renomados já se apresentaram na Oficina de Música de Curitiba, como Cláudio Nucci, Toquinho e Renato Borghetti, além de músicos e grupos locais.

Além das apresentações musicais ocorrem outros eventos paralelos, como a Jazztrônimixa, A Oficina Verde e o Circuito Off. Então, fique de olho na programação!

6. Global Game Jam Curitiba

Global Game Jam Curitiba
Fonte: Bruno Campagnolo de Paula (Flickr)

Você é fã de games? Então, você vai gostar do Global Game Jam, que acontece em Curitiba em janeiro.

O evento, que já acontece desde 2010, é organizado pelo curso de Jogos Digitais da PUC-PR.

A iniciativa promove maratonas de programação em diversos países, mas a edição de Curitiba é uma das maiores do mundo.

Em média, cerca de 600 desenvolvedores participam do evento, criando mais de 100 jogos.

Primeiro, o evento começa com as equipes de desenvolvedores criando os mais diversos jogos, desde jogos de tabuleiros até games de realidade virtual. Depois disso, o evento é aberto ao público em geral.

O mais legal é que você não precisa ser um profissional para participar do Global Game Jam. O objetivo do evento é promover a troca de conhecimento. Por isso, você pode participar na fase de desenvolvimento mesmo se for iniciante.

7. Verão Curitiba

Verão Curitiba
Fonte: o2porminuto (Flickr)

O Verão Curitiba é um evento para toda a família. Ele é realizado nos finais de semana dos meses de janeiro e fevereiro nos parques Lago Azul, Barigui, Náutico, Bacacheri, Passeio Público e Passaúna.

Nos dias do Verão Curitiba a Prefeitura promove atividades físicas, festivais esportivos e brincadeiras por toda a cidade. Lá você vai poder fazer aulas de ginástica, jogar jogos de tabuleiro gigante e participar de gincanas.

Pessoas de todas as idades podem participar do Verão Curitiba, pois há atividades para adultos e crianças e alguns brinquedos inclusivos. Vale a pena conferir!

8. Museu Oscar Niemeyer

Museu Oscar Niemeyer
Fonte: Admilson Santos (Flickr)

Para os dias de chuva em Curitiba em janeiro, uma boa opção é visitar o Museu Oscar Niemeyer, também chamado de Museu do Olho.

O museu, projetado pelo famoso arquiteto, foi inaugurado em 2002 e é um dos mais importantes da América Latina. O seu acervo é composto por artes visuais, de urbanismo, de arquitetura e de design; somando mais de 9 mil obras de artistas renomados do Paraná e do Brasil.

Ao todo, o museu possui mais de 17 mil metros quadrados de exposição, divididos em 12 salas, onde são realizadas cerca de 20 amostras por ano. Contudo, a área total do Museu Oscar Niemeyer é de mais de 35 mil metros quadrados.

Além das exposições, o museu também tem uma biblioteca com mais de 9 mil publicações. Lá você encontra livros, catálogos, revistas, vídeos e fotos sobre a história da arte.

O Museu Oscar Niemeyer abre para o público de terça-feira a domingo, das 10h às 18h. O Ingresso pode ser adquirido na bilheteria do local ou pela internet.

9. Museu do Holocausto de Curitiba

Museu do Holocausto
Fonte: Rodrigo Félix Leal (Flickr)

Outro museu que merece uma visita nos dias de chuva em Curitiba em janeiro é o Museu do Holocausto, o único que existe no Brasil.

Ele foi inaugurado em 2011, mas o seu projeto começou nos anos 90, quando as pessoas começaram a se conscientizar sobre o genocídio.

O objetivo do Museu do Holocausto de Curitiba é resgatar a memória, educar sobre o holocausto e proporcionar materiais de pesquisa.

Por isso, além das exposições, o museu também conta com um Departamento Pedagógico e um extenso acervo de documentos e pesquisas bibliográficas.

O Museu do Holocausto de Curitiba abre para o público de segunda, terça, quarta, sexta e domingo.

10. Torre Panorâmica

Torre Panorâmica de Curitiba
Fonte: Nicole Reckziegel (Flickr)

Por fim, outra atração de Curitiba para visitar em janeiro nos dias de chuva é a Torre Panorâmica. Ela está localizada na parte mais alta da cidade, cerca de mil metros acima do nível do mar, e possui aproximadamente 110 metros de altura.

No topo da Torre Panorâmica é possível ter uma visão 360 graus da cidade de Curitiba, além de avistar a Serra Mar e a Escarpa Devoniana. No mirante também há o painel Poty Lazzarotto, que conta um pouco sobre a história da cidade, e um mapa em relevo no piso.

Além disso, no térreo, logo na estrada da torre, fica o Museu do Telefone, o Posto de Informações Turísticas e uma loja de artigos artesanais e de design.

A vista é impressionante. Vale a pena fazer uma visita mesmo se não estiver chovendo!

Gostou das nossas dicas do que fazer em Curitiba em janeiro? Então, confira também a nossa análise do Parque Reinhard Maack.

Até a próxima!

Você também pode gostar...

Guia completo, atualizado e 100% gratuito para

Curitiba