Passeio Buraco das Araras em Bonito Vale a Pena? Tudo o que você Precisa Saber!

A cidade de Bonito é considerada o melhor destino do ecoturismo brasileiro. Ao fazer sua viagem para lá, você pode incluir no seu roteiro o passeio Buraco das Araras em Bonito, um incrível passeio em meio à natureza em uma incrível formação geológica, entre a fauna e a flora brasileira.

Localização

Antes de se decidir por essa aventura, é interessante saber exatamente onde fica o Buraco das Araras, em Bonito. Assim, você também pode planejar passeios próximos e curtir ainda mais a viagem.

Onde fica?

O Buraco das Araras fica na cidade de Jardim/MS, mais precisamente a 27 km do centro.

Lugares próximos

  • Balneário Santuário do Prata (10 km);
  • Lagoa Misteriosa (10 km);
  • Aeroporto Regional de Bonito (4o km).

Posts Relacionados

Sobre o Buraco das Araras em Bonito

Buraco das Araras
Fonte: Lucas Flavio (Flickr)

A história desse local é bem antiga, tendo centenas de milhares de anos: o grande buraco resulta do desabamento do teto de uma caverna, por assim dizer.

Uma caverna com água exerce pressão na rocha. Quando o nível da água baixou, especula-se que o teto tenha desabado, resultando no que se tem hoje como um atrativo do ecoturismo.

A maior dolina da América do Sul

Esse tipo de depressão no solo, ou buraco, resultante da deterioração de uma caverna, se chama dolina.

E o passeio Buraco das Araras em Bonito é uma bem impressionante, afinal, tem mais de 100 metros de profundidade e uma circunferência de cerca de 500 metros, uma enorme cratera que rende ótimos passeios para os turistas.

Mas, como se sabe, na natureza nada se perde, tudo se transforma.

O enorme buraco, além de ser usado pelas pessoas para o ecoturismo, também foi invadido pela fauna e a flora que existia ao redor, criando um verdadeiro santuário, com muitas aves e uma vegetação magnífica.

Como chegar no Buraco das Araras?

Como vimos, o Buraco das Araras não está localizado no município de Bonito, MS, mas sim no território da cidade de Jardim, também no Mato Grosso do Sul.

A viagem entre os dois lugares é de cerca de 50 km de distância. Assim, as agências disponibilizam transporte compartilhado para esse trajeto (Van), a um valor de R$80,00.

Além disso, os serviços de turismo de Bonito/Mato Grosso do Sul oferecem transportes privados, com motorista, para levar até quatro passageiros da cidade até o passeio, custando R$250,00 para as 4 pessoas.

Esse é um valor bem em conta, que ainda pode levar os passageiros para um passeio no Rio da Prata, que fica próximo ao Buraco das Araras.

Outros meios de transportes também são possíveis. Assim, você pode locar um carro na cidade de Bonito, MS, e ir dirigindo por sua conta para o local, o que custa na faixa dos R$130,00/dia, dando bem mais autonomia aos turistas por um valor razoável.

Existem ainda as pessoas que optam por ir de bicicleta ou fazer uma “pequena” maratona a pé, cada um com a sua própria experiência.

O Buraco das Araras tem seu próprio personagem

Dizem que os melhores pontos turísticos têm sua própria personalidade, uma pessoa que está ali todos os dias, contando histórias do local e entretendo os turistas.

No Vale dos Dinossauros (Sousa/PB) ficava Seu Robson, que descobriu as pegadas dos tempos jurássicos e ali ficava, fazendo seus artesanatos e conversando com as pessoas.

No Buraco das Araras tem Seu Modesto, um simpático senhor com ótimos causos.

De acordo com suas histórias, a “construção” do buraco se iniciou com seu bisavô, que passou o legado para seu pai, e ele terminou o serviço, chegando aos 100 metros de profundidade e descobrindo a água que jazia no fundo.

Essas e outras histórias, então, você pode descobrir em sua viagem ao passeio Buraco das Araras em Bonito, conversando com Seu Modesto.

Explorando o passeio

Buraco das Araras
Fonte: Ronaldo Mendes Salles (Flickr)

Para visitar o local, é necessário fazer uma reserva com alguma agência de turismo, seja de Bonito ou de outra cidade próxima que ofereça os serviços.

Chegando lá, seja por qual meio de transporte você escolher, é necessário esperar o guia, pois toda a trilha será guiada, o que melhora a experiência, pois ao longo de todo o passeio você terá mais informações sobre as aves do local e da cratera em si.

Com dezenas de casais de araras e mais de 150 espécies de aves, é importante que você esteja munido de uma boa câmera, para que possa registrar o mundo e eternizar a observação dos animais que ali vivem.

Vale ressaltar que é importante não interferir no ecossistema do local, e se limitar apenas a observação de aves, não podendo alimentar, prender ou realizar qualquer outro tipo de ação.

A trilha tem por volta de um quilômetro de extensão e, ao longo da caminhada, existem mirantes estruturados em decks, onde é possível observar toda a beleza do local e tirar boas fotos, com sorte avisar algumas espécies de aves para registrar a fotografia.

As araras vermelhas são as mais “desejadas” do passeio.

O fundo da dolina

No fundo do buraco existe um belo lago de cor esmeralda. Neste ponto, os répteis fazem a festa.

Não se sabe como, mas o jacaré-de-papo-amarelo deu um jeito de chegar lá, transformando a cratera em um habitat seu. Além dos jacarés também existem as sucuris, gigantes cobras.

É um pouco difícil avistar esses animais, por conta da enorme altura, precisando de bons olhos ou de um bom zoom nas câmeras. Isso se você fizer apenas a trilha do Buraco das Araras – em outra opção de passeio deve ser mais fácil de visualizar os bichos.

O rapel no Buraco das Araras

Rapel no Buraco das Araras
Fonte: João Guilherme de Carvalho Barbosa (Flickr)

Ao visitar a dolina, existe ainda a opção de fazer um enorme rapel, um atrativo para os aventureiros de plantão, que sairão com ótimas histórias para contar.

A descida pelo rapel é de cerca de 80 metros, muito alto, e o visitante passa por instruções antes de iniciar o passeio.

O rapel é do tipo negativo, não sendo possível apoiar os pés nas pedras, ou seja, você fica suspenso na corda sem nada por perto.

Você mesmo controla a sua descida, sendo necessária uma certa força, no entanto, há 2 guias, um em cima e outro no fim da corda, que irão auxiliar em caso de qualquer necessidade.

A descida em si já é um mirante maravilhoso para contemplar tudo ao redor na dolina. Quem tem uma câmera GoPro também pode aproveitar para registrar ótimas imagens.

Após essa primeira descida, o turista chega numa floresta úmida, e então se inicia a segunda fase do passeio.

Terá uma caminhada para uma cratera mais ao fundo, e através de um pequeno buraco, terá um rapel subterrâneo. Ele será um pouco apertado e dará numa cristalina lagoa, onde é possível se banhar.

Durante o percurso, é possível ver estalagmites, estalactites e morcegos. Uma oportunidade incrível de se aventurar pelo passeio Buraco das Araras em Bonito.

O caminho de volta é um pouco mais sofrido que a descida, necessitando de boas pernas para se firmar nas pedras e subir, sem escorregar. Para subir ao topo do buraco, as pessoas se firmam em um paredão com grampos e por ali vão até chegar ao local inicial.

Algumas dicas para o seu passeio

Esses passeios em meio à natureza são ótimos, mas requerem alguns cuidados e precauções para serem bem aproveitados.

Primeiro, lembre-se de carregar bem o celular, para que você possa registrar tudo. Também não esqueça de uma lanterna, pois para o passeio subterrâneo ela é essencial.

Além disso, lembre-se de utilizar roupas de verão, pois é um lugar bem exposto ao sol, sendo quente e úmido.

É importante que você não sinta calor demais para poder aproveitar – e, claro, o protetor solar é essencial para a sua saúde, mas caso queira mergulhar em algum local, é melhor estar sem protetor.

Acessórios como chapéus, bonés e óculos escuros também melhoram a experiência e podem evitar certos incômodos. Também não deixe a água de lado, pois é um passeio longo.

Vá preparado para se hidratar durante o atrativo.

O Buraco das Araras é apenas uma das maravilhas de Bonito, MS

Buraco das Araras
Fonte: Simone Albuquerque Lira (Flickr)

O mundo do ecoturismo é bem vasto. Para quem gosta de passeios contemplativos e de boas histórias e observações, Bonito é um prato cheio.

Na mesma região do Buraco das Araras, ainda existe o Rio da Prata, sendo possível fazer os dois atrativos aproveitando a mesma viagem, no mesmo dia.

E ainda existem muitos outros passeios na região: a Lagoa Misteriosa, as grutas, os diversos rios como o Rio da Prata e o Rio Formoso, cachoeiras, a Fazenda Ceita Corê.

Enfim, é beleza que não falta em todos os lugares de Bonito, sendo ideal para todas as idades.

Não é à toa que Bonito fervilha de turistas durante todo o ano.

Vale a pena visitar o Buraco das Araras?

Buraco das Araras
Fonte: Pedro Serra (Flickr)

Vale muito a pena. Como foi falado, é uma das maiores dolinas de toda a América, localizada próximo a Bonito, MS, com muita beleza.

O local tem uma circunferência de quase meio quilômetro e uma profundidade enorme. Só isso basta para atiçar a sua curiosidade de visitar o local.

Sendo um passeio bem completo, com uma boa recepção e loja de lembrancinhas, é ótimo para ir com as crianças. Aliás, elas não pagam entrada até os sete anos.

A trilha é bem leve, e a história do local irá encantar os pequenos (e os adultos também).

O orçamento não é dos mais baratos, já que é necessário pagar para visitar o local, mais o custo da viagem até lá, no entanto, o custo-benefício é ótimo para quem for.

Os muitos pássaros que habitam a região, os mirantes e as histórias e informações do Seu Modesto, tornam esse lugar praticamente folclórico. É uma visita praticamente obrigatória para quem vai à Bonito, MS.

Por isso, programe já a sua viagem e procure uma agência de turismo. Os serviços em Bonito são muito bons e não há muita diferença nos preços.

Por fim, o Buraco das Araras é ótimo para qualquer idade. Seja para passeios calmos, para observar a vida silvestre, ou para se aventurar por um rapel de dezenas de metros, vale a pena o passeio.

Assim que possível, então, visite a maior dolina da América Latina!

Perguntas e respostas

O que é o Buraco das Araras?

O buraco das Araras é uma gigante formação geológica, u201ccriadau201d a partir da queda do teto de uma caverna subterrânea, que deu origem a um grande buraco entre as florestas do Mato Grosso do Sul. Essas formações geológicas recebem o nome de dolinas, e essa em específica virou habitat para as araras vermelhas, répteis e outros pássaros que passaram a morar ali.

Qual o melhor horário para visitar o Buraco das Araras?

É possível agendar dois horários de passeios no lugar. Em uma das opções, você passa uma hora e vinte minutos no local. A outra opção é passar quatro horas ou mais. Levando isso em conta, ir bem cedinho ao Buraco das Araras e ficar 4 horas andando pelas trilhas, observando a vida dos pássaros no mirante, e esperando a oportunidade de uma fotografia fantástica, é considerado o melhor horário para aproveitar a experiência ao máximo.

Porém, se você deseja um passeio rápido ou está com o horário apertado, é indicado que vá entre um pouco mais tarde, a partir das 9 horas da manhã.

Qual a melhor época do ano para visitar o Buraco das Araras?

O passeio ao Buraco das Araras pode ser feito o ano todo. No entanto, pesquisas informam que o mês de julho é ótimo por conta das revoadas das araras, o que pode tornar o passeio ainda melhor, com mais chances de se avistar mais aves. Ainda, no período de junho a dezembro, a espécie mais famosa, a arara vermelha, começa sua fase de reprodução, com cerca de 120 araras que ficam no buraco, voando bastante por lá. Mas, fora dessa época, ainda é possível aproveitar uma boa trilha, ver araras e tirar boas fotos. Sem falar no rapel, que é uma aventura para todo o ano.

Quanto custa ir ao Buraco das Araras?

Em Bonito, os preços dos passeios são tabelados, ou seja, não importa a agência que você procure, o preço será sempre o mesmo. Os valores atualmente estão em torno de 100 reais, sem contar o transporte. Vale lembrar que crianças de até sete anos não pagam, e dos 7 aos 12 anos têm desconto no valor.