Fazenda Ceita Corê Vale a Pena? Tudo o que você Precisa Saber!

Ao planejar a sua viagem, um dos desafios principais consiste em definir um roteiro segundo os dias que ficará hospedado na cidade visitada, não é mesmo? Nesse sentido, a Fazenda Ceita Corê vale a pena, uma vez que proporciona inúmeras alternativas de passeios em Bonito – MS.

A Ceita Corê não pode, de forma alguma, ficar de fora da sua programação turística na região de Bonito (MS).

Assim, você terá tantas opções excelentes em um único passeio que, certamente, não saberá por onde começar a se divertir. Vamos lá?

Localização

Onde fica?

Ceita Corê fica na Rodovia Bonito Bodoquena, a trinta e seis quilômetros do centro da cidade de Bonito, Mato Grosso do Sul (sentido Bodoquena).

O ponto turístico conta com a própria van para realizar os transportes de turistas, embora a passagem seja cobrada à parte, devendo ser reservada por meio da agência escolhida por você.

Caso esteja em seu carro, bastará colocar o endereço em um aparelho ou aplicativo de GPS.

Desse modo, uma das melhores dicas consiste em salvar offline o mapa da região, evitando problemas relativos ao sinal do dispositivo.

Lugares próximos

  • Trilha Rio Olaria & Peixe;
  • Cachoeiras Rio do Peixe;
  • Pousada Canto do Bambu;
  • Nascente Azul;
  • Rio da Prata;
  • Gruta do Lago Azul;
  • Gruta do Mimoso.

Posts Relacionados

Receptivo

Fazenda Ceita Corê
Fonte: MARCOS AURELIO (Flickr)

Os visitantes que chegam pela manhã são recebidos com pão de queijo, bolo e café. Embora não seja uma refeição completa, representa uma singela gentileza dos administradores da Fazenda Ceita Corê, isto é, uma forma de agradar os turistas, fazendo com que se sintam em casa.

De fato, a construção da sede nos remete às residências amplas e dotadas de diversos cômodos – típicas da década de 1970, confortáveis, com muitos flamboyants, imensas aroeiras.

Assim, o mobiliário é composto totalmente por peças familiares, selecionadas por Marina Carvalho, atual proprietária e viúva de Ricardo Carvalho. Na atualidade, ela dirige a propriedade com a ajuda de seus filhos.

Para ela, cada um dos móveis da sede representa algum momento especial vivenciado pela família em meio à natureza, fazendo questão de dividir esse aspecto com todos os que escolhem passear na Fazenda Ceita Corê em Bonito, MS.

Desde um ponto de vista arquitetônico, vale destacar a piscina da casa, abastecida por águas correntes oriundas de um enorme lago que há na frente do imóvel.

Situada ao lado de sua varanda, à curta distância, um mergulho refrescante está disponível o tempo todo!

A bica de água (que, atualmente, é apenas decorativa) também merece destaque. Originalmente, ela também buscava no lago a sua alimentação, levando água corrente para a cozinha.

Os visitantes que nunca tiveram a oportunidade de ver uma bica dessas de perto, certamente, não desperdiçarão esta chance: a peça foi construída a partir do tronco de uma aroeira, ou seja, é muito resistente e dotada de um importante significado histórico.

Valores e duração do passeio

Se você deseja reservar todos os passeios de cachoeiras e trilhas da Ceita Corê deverá se preparar adequadamente para passar um dia todo no atrativo, uma vez que a visita é realizada em duas etapas.

Pela manhã, os visitantes conhecem as trilhas e tomam banho nas cachoeiras. À tarde, realizam visitas à nascente do Rio Chapena.

No valor do ingresso, já estão inclusos o atendimento do guia de turismo credenciado, seguro e almoço.

Durante a baixa temporada, há tarifas diferentes para adultos, crianças de seis a doze anos e melhor idade. Respectivamente, R$ 217, R$ 153 e R$ 153. Crianças até cinco anos não pagam.

Existe, ainda, uma tarifa especial – válida exclusivamente na baixa temporada – destinada a pessoas nascidas no Mato Grosso do Sul ou comprovadamente residentes no estado. Nesse caso, o valor do atrativo é de R$ 152.

Por outro lado, os adultos pagam, na alta temporada, R$ 242. As crianças de seis a doze anos pagam R$ 190 e integrantes da melhor idade também pagam, pelos atrativos, R$ 190. Mesmo nos períodos de alta temporada, a estadia de crianças de até cinco anos é cortesia.

Almoço na fazenda Ceita Corê

Conforme mencionado, o almoço já está incluído no preço do ingresso. As bebidas, no entanto, devem ser pagas à parte.

Para os visitantes que ficarão o dia inteiro na atração, entusiastas do ecoturismo, isso é uma importante facilidade, pois, além de permitir ganhar tempo, gera uma relevante economia.

Os alimentos são preparados em fogão à lenha, articulando a comida mineira com a culinária regional. Boa parte dos itens servidos são cultivados na própria fazenda, como mandioca, verduras, leite (e seus derivados – queijos, doce de leite, por exemplo).

Uma das opções que mais agrada aos visitantes, motivo pelo qual sempre aparece como dica nas agências de viagens, é o célebre “escondidinho de carne seca com mandioca”. Uma verdadeira delícia!

Cachoeiras maravilhosas com águas cristalinas

Fazenda Ceita Corê
Fonte: vmayumi (Flickr)

O passeio pelas cachoeiras possui, ao todo, quatro quilômetros de trilhas, levando cerca de três horas para ser inteiramente concluído. Este percurso traz sete pontos de banho e quatro pontes suspensas.

De modo geral, o caminho é plano, telado quase que totalmente, a fim de conceder maior segurança ao longo dos deslocamentos.

A caminhada pode ser realizada, com tranquilidade, por idosos e crianças. Dito de outras palavras, é uma ótima alternativa de lazer para você e seu filho!

A preocupação com o bem-estar e a segurança desse público em Bonito, aliás, é um dos principais focos dos administradores. Dessa forma, os guias turísticos são preparados para instruir, conversar, oferecer suporte e todo o apoio necessário durante o passeio.

Logo, podemos afirmar que a Fazenda Ceita Corê é um dos melhores locais para quem deseja passear por cachoeiras em Bonito, MS.

As sete cachoeiras nas quais os grupos de visitantes podem fazer pausas para o banho, dentre outros motivos para visitação, são:

  • Cachoeira do Senhor Ricardo;
  • Brilho da Corê;
  • Bravura da Corê;
  • Saltos do Terraço;
  • Cristal da Corê;
  • Charmosa da Corê;
  • Agito da Corê.

Elas receberam nomes que se referem às especificidades de suas quedas de água, como intensidade, transparência e fluxo – aspectos hidrográficos que, em grande medida, podem ser observados na nascente do Rio Chapeninha.

A Saltos do Terraço (a maior delas), por exemplo, está situada na parte mais elevada do percurso.

Por seu turno, a Cachoeira do Senhor Ricardo, embora mais baixa, recebeu esse nome em homenagem direta ao proprietário, devido ao fato de ser a cachoeira que ele mais gostava para o seu descanso.

Saltos do Terraço

Esta cachoeira é formada por 2 quedas subsequentes em um terreno mais acidentado, portanto, não é indicado, por exemplo, para a prática do vôlei de areia.

Como o seu acesso é mais difícil e não possui área para banho, os turistas só podem contemplar a sua beleza única através do mirante.

Cristal da Corê

Esta queda de água é bem baixa, porém, disponibiliza uma fantástica piscina natural, indicando o primeiro ponto adequado para um banho de rio ao longo da trilha na Fazenda Ceita Corê.

Agito da Corê

Essa cachoeira é a mais indicada para quem deseja entrar debaixo da queda para tomar uma relaxante ducha natural. Não obstante, convém ficar atento às rochas lisas.

Felizmente, há uma corda para ajudar no trajeto até o local. Não existem piscinas naturais.

Charmosa da Corê

É a mais bela das cachoeiras de Ceita Corê. A “Charmosa” conta com uma profunda e grande piscina natural, entremeada de rochas submersas que os turistas podem avistar em alguns pontos. Logo abaixo delas, existem corredeiras e outra queda lateral.

A propósito, você poderá tirar lindas fotos a partir da ponte suspensa.

Bravura da Corê

A Bravura da Corê consiste em uma queda baixa, bonita e bastante larga. Ela possui uma profunda e grande piscina natural – excelente para nadar.

Há, do outro lado de seu poço, um balanço para que os visitantes possam tirar fotos nas águas cristalinas.

Brilho da Corê

Um importante diferencial é o deck submerso em frente à cachoeira, além de uma impressionante piscina natural altamente convidativa para o banho.

Trata-se, em suma, de um cenário de grandes belezas, no qual outras pequenas quedas encontram as rochas situadas em meio à vegetação da mata.

Cachoeira do Senhor Ricardo

A Cachoeira do Senhor Ricardo é formada por 2 quedas que ficam lado a lado. Ela possui, também, uma ampla e bela piscina natural bastante apropriada para o banho e o nado no rio.

Como é a última das cachoeiras na trilha que perpassa o Vale da Chapena, após a sua visitação os turistas encontram uma van que os aguarda para retornarem à sede da Fazenda Ceita Corê.

Passeio a cavalo

Passeio a cavalo na Fazenda Ceira Corê
Fonte: Maria Fernanda G. (Flickr)

O passeio a cavalo, além de um interessante meio de transporte, oferece – em certas épocas do ano (consulte o seu agente de viagens para confirmar a disponibilidade) – um passeio gratuito a cavalo. O percurso é feito no pátio que fica diante da sede da Fazenda Ceita Corê.

Quais são os prós e contras do local?

Fazenda Ceita Corê
Fonte: MARCOS AURELIO (Flickr)

Entre as principais diferenças da fazenda Ceita Corê em comparação a outros passeios com cachoeiras na região de Bonito MS, destaca-se o cuidado com a preservação de suas tradições culturais.

Com efeito, a sede da Ceita Corê é totalmente preservada, sendo mantida com todo o capricho possível pela família, a fim de apresentar os mesmos moldes e configurações gerais de vinte anos atrás.

Prós:

  • É possível realizar vários passeios em um único lugar;
  • Almoço de qualidade;
  • Guias profissionais e atenciosos com os visitantes.

Contras:

  • Em dias chuvosos, alguns locais ficam inviáveis para a visitação;
  • Preços ligeiramente acima da média praticada em destinos turísticos semelhantes;
  • O acesso ao local é um pouco mais complicado do que a maioria das agências de turismo divulga.

Afinal, a fazenda Ceita Corê vale a pena?

Fazenda Ceita Corê
Fonte: wyrwoll01 (Flickr)

O nome Ceita Corê tem origem na língua tupi guarani, podendo ser livremente traduzida como “terra de meus filhos”.

A visitação realmente vale a pena, pois, além do alto nível de interesse cultural, o atrativo apresenta uma das mais tradicionais e belas sedes da região, situada a menos de quarenta quilômetros de Bonito, MS.

Sem dúvidas, uma das mais notáveis fazendas do Brasil.

Em resumo, Ceita Corê oferece possibilidades únicas, como conhecer a nascente do célebre Rio Chapeninha – um dos cenários mais famosos e misteriosos do Mato Grosso do Sul – e uma caverna submersa que foi explorada até cento e cinquenta e cinco metros de profundidade.

Faça suas malas (não esqueça o protetor solar) e boa viagem!

Se quiser, utilize nosso e-book para facilitar os preparativos da viagem.