Bonito em junho: como aproveitar durante o mês?

Quem curte ecoturismo sabe que a cidade de Bonito, Mato Grosso do Sul (MS) é o lugar para se visitar no Brasil. E se você quer saber o que encontrar e como curtir ao máximo Bonito em junho, então esse artigo é para você!

Afinal, a cidade fica próxima de diversos passeios turísticos oferecidos pela natureza: trilhas com paisagens estonteantes, grutas com formações rochosas milenares, lagos de águas cristalinas, cachoeiras em sequência e morros desafiantes com vistas panorâmicas inesquecíveis, por exemplo.

Por esse e outros motivos, os amantes de aventura se dirigem para a cidade de Bonito ou à capital Campo Grande. O período de alta temporada é concorridíssimo, com hotéis lotados e muitos turistas participando dos passeios.

A condição climática é favorável, calor intenso, chuvas rápidas e ótima visibilidade.

Mas, e na baixa temporada, em período fora de férias escolares, como junho, é uma boa fazer uma viagem para Bonito?  Dá para aproveitar suas atrações? Como é o tempo e a estrutura disponível no local para quem resolve visitar a área nesta época do ano?

Vamos ver, a seguir, as melhores informações para quem quer saber se vale a pena ir a Bonito no mês de junho.

Como aproveitar Bonito em junho? As melhores dicas de passeios e atrações

Quais são os melhores locais para se visitar em Bonito no mês de junho? Quais são os melhores passeios de Bonito?

Nos próximos tópicos vamos nos dedicar a listar os passeios mais interessantes nesta época do ano nessa paraíso do ecoturismo no Brasil.

Rios, cachoeiras, mergulho, flutuação, trilhas, natureza exuberante, variedade e lugares interessantes não faltam para os visitantes de Bonito. Há atrações para toda a família!

1. Refúgio da Barra: passeio em família

Refúgio da Barra
Fonte: Tatiane B (TripAdvisor)

Comecemos com um lugar ótimo para levar a família em Bonito no mês de junho.

O Refúgio da Barra é o passeio ideal para quem busca um lugar de sossego, tranquilidade e contato próximo com a natureza.

Esse local fica instalado no trecho de águas mais cristalinas do Rio Formoso. Há dois decks, plataformas de madeira, instalados no ambiente, para que os visitantes possam se acomodar e apreciar a beleza natural do rio e de sua vegetação do entorno.

Mas o Refúgio da Barra não se limita apenas à contemplação. O Rio Formoso tem trechos rasos e fundos que dão condições aos turistas de fazer flutuação entre as plataformas.

Os decks ficam próximos a um restaurante com piscina infantil para a criançada.

Na baixa temporada costuma ter poucos viajantes, o que garante um dia agradável em família contando com uma boa estrutura ao lado. Uma ótima experiência para crianças e adultos.

2. Serra da Bodoquena: cachoeiras e piscinas naturais

Serra da Bodoquena
Fonte: Ariel Quinteros (Flickr)

O Parque Nacional da Serra da Bodoquena foi criado no ano 2000 visando preservar a flora e a fauna da Mata Atlântica.

Em uma fazenda próxima do parque, localiza-se a famosa Serra da Bodoquena, um circuito de 8 cachoeiras e piscinas naturais ao longo do Rio Betione.

Os viajantes podem aproveitar não só para se refrescar em suas águas com altos mergulhos, mas praticar atividades esportivas de flutuação.

Para chegar ao lugar percorre-se uma trilha de 2500 metros na mata. O caminho se envolve em meio à mata bela e preservada graças ao trabalho do Parque Nacional.

Prepare-se para se deparar com uma vegetação tão exótica quanto rica, belas paisagens e cursos d’água de tirar o fôlego. Um ótimo destino para os que gostam de fazer a temperatura subir mesmo debaixo d’água.

Contato com natureza exuberante, água cristalina e doce, atividades esportivas, enfim, tudo para um ótimo passeio para os amantes do ecoturismo.

3. Barra do Sucuri: admirar a vida subaquática

Flutuação no Rio Sucuri
Fonte: Rosanetur (Flickr)

A Barra do Sucuri se forma com a confluência dos rios Formoso e Sucuri, encontro que ocorre a 16 km de Bonito.

Assim, esse local é um dos melhores lugares para se fazer flutuação perto de Bonito porque os cursos d’água são tão calmos quanto límpidos, especialmente nesta época do ano.

Fazendo flutuação, é possível conferir em um local super privilegiado todo o desenrolar da vida subaquática do lugar. Você gerá a oportunidade de conferir de perto grande variedade de espécies de peixes, plantas aquáticas, rios e muito mais sob tons belíssimos de azuis translúcidos.

O visitante da Barra do Sucuri tem uma ótima infraestrutura à disposição. No local tem área de descanso, estacionamento, vestiário, restaurantes,  lojas, wi-fi, tudo.

De fato, definitivamente não se trata de um destino isolado do resto do mundo. Você garante contato com a natureza, mas não fica privado de recursos que possam complicar o passeio.

Por isso, as flutuações na Barra do Sucuri são recomendadas para fazer com as crianças.

É tranquilo, belo e confortável. Oferece uma ótima experiência de aprendizado sobre a biodiversidade marinha e uma experiência marcante.

Para chegar até o local é preciso primeiro fazer uma trilha curta em meio à mata. Depois a viagem segue com uma pequena embarcação até a nascente do rio, viagem que costuma ser motivo de alegria para a criançada.

Depois o visitante irá descer o mesmo percurso que fizera navegando de barco flutuando. Uma das melhores viagens a se fazer perto da cidade.

4. Rio da Prata: ecoturismo na veia

Flutuação no Rio da Prata
Fonte: silas luiz ferreira (Flickr)

Sem dúvida, um dos grandes destinos a se visitar em Bonito neste período e em qualquer época do ano é o Rio da Prata.

O principal motivo é que no Rio da Prata é possível praticar diversas atividades de ecoturismo.

No local, é possível fazer:

  • Mergulho com cilindro;
  • Flutuação;
  • Passeio a cavalo;
  • Observação de aves.

O Rio da Prata situa-se em um município a 50 km de Bonito, Jardim (MS), e chama atenção por suas pela limpidez de seu leito e sua biodiversidade.

Mergulho com cilindro

Você não faz essa atividade, sozinho. Um mergulhador profissional te acompanha e te orienta durante o passeio debaixo d’água para te garantir uma aventura segura e marcante.

As águas do Rio da Prata são repletas de peixes de variadas espécies e magníficos cenários subaquáticos.

Flutuação

Seguindo com as dicas de atividades no Prata, a flutuação é outra prática popular a se fazer no rio. A correnteza do leito d’água é tranquila, o que proporciona um passeio relaxante para o visitante.

É outro local para poder conferir de perto variadas espécies de peixes e de plantas da vida marinha.

Dessa forma, o contato com espécies típicas da área do Pantanal é garantido. Apesar de junho ser uma estação fria, as temperaturas ao longo do rio não costumam ser agressivas.

Passeio a cavalo

A região ainda é um bom local para passeio a cavalo. Para quem gosta de viagens mais campestres, de fazenda, será uma ótima experiência.

Você poderá cavalgar em meio ao gado, conhecer as práticas da pecuária e se maravilhar com a flora no entorno da área de Bonito.

Observação de aves

Por fim, e não menos interessante, há a atividade de observação de aves. Esse passeio ocorre na Reserva Particular do Patrimônio Natural, conhecida pela sigla RPPN.

Esse destino localiza-se na Fazenda Cabeceira de Prata e o local conta com mais de 234 espécies de aves registradas.

6. Eco Park Porto da Ilha: aventura radical

EcoPark Porto da ilha
Fonte: EcoPark Porto da ilha (Flickr)

Uma boa pedida para os que estão a fim de viajar para Bonito e ter muita adrenalina é o Combo Bote no Eco Park. Fica a 12km da cidade de Bonito.

A região conta com ótima infraestrutura e permite o exercício de um conjunto de atividades ao ar livre.

As atividades envolvem passeio de bote, Stand Up Paddle e Boia Cross.

Posts Relacionados

Como é o clima de Bonito em junho?

Junho, em Bonito, é inverno. Isso significa que você irá se deparar com um clima seco e temperaturas amenas. O frio na região difere em relação a outras partes do país, como o sul.

Em junho, Bonito tem um tempo seco, mas razoavelmente estável quanto a chuvas. O termômetro varia de 14 °C a 25 °C.

Nesta época do ano, as águas ficam mais cristalinas. Portanto, a visualização é melhor, sendo possível enxergar mais de 30 metros nas profundezas sem esforço, o que é um grande benefício.

Outra vantagem de se programar um passeio em Bonito no mês de junho é o fator preço. Naturalmente os valores praticados por agências de turismo e serviços dos passeios locais são mais baixos em relação ao período de alta temporada.

Porém, no feriado de Corpus Christi, Bonito/MS e outras cidades com pontos turísticos no Brasil costumam atrair muita gente.

Dessa forma, apesar de a sensação térmica não ser tão baixa e as atividades de caminhada ajudarem com o calor, ainda assim é importante o uso de roupas neoprene oferecidas nas atividades de mergulho.

O que levar na mala durante esse mês?

Em épocas como outono e primavera, é recomendável levar alguns agasalhos, pois as noites em Bonito costumam ser um pouco frias.

No inverno, essa sensação naturalmente apenas piora, portanto, reforce a sua mala com agasalhos.

Contudo, não deixe de levar peças leves e confortáveis para os passeios durante o dia. Chinelo e tênis são indispensáveis para a saúde dos seus pés. Também leve:

  • Óculos de sol;
  • Boné/chapéu;
  • Repelente;
  • Protetor solar.

Agora, é só você se preparar para arrumar as malas e fazer uma boa viagem. Até a próxima!

Veja também: A famosa e incrível Lagoa Misteriosa – clique aqui.